Arquivo -julho 2013

1
A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra
2
Emmi & Leo – A Sétima Onda
3
Tag – Isso ou Aquilo?
4
Escola de um Destino
5
Abandono
6
Morra Por Mim
7
Will & Will
8
Tag – Hábitos de Leitura
9
Entre O Agora e O Nunca
10
Dizem Por Aí

A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra

Esse é aquele tipo de livro que já te convida a lê-lo pela capa. Acredito que todos nós leitores ao nos depararmos com esse título logo somos convidados a ler a sinopse e assim ficamos instigados a saber mais. O clima de mistério já se faz presente nas primeiras páginas. Jannon é uma figura, engraçado e precisa de um emprego, quando conhece a Livraria 24 horas nos surpreendemos junto com ele. A livraria do Mr Penumbra, não é qualquer livraria, ela é diferente, antiga, um lugar que ao adentrar-nos passa a impressão que a fantasia pode se tornar realidade. Mr Penumbra é um senhor muito fofo, como não se encantar pelo seu jeitinho misterioso? Mas o que vai chamar a atenção são os clientes estranhos que visitam a livraria de madrugada e ficam nos cantos lendo livros em códigos. Nosso protagonista que de bobo não tem nada, vai querer saber mais sobre esses livros, mesmo não podendo, e assim mergulhamos mais fundo na história. Para ser sincera o livro consegue nos envolver mais nas primeiras cem páginas, a medida que a tecnologia vai adentrando a história, essa vai se tornando um pouco mais complexa. Assim, um questionamento e reflexão sobre a tecnologia e o tradicional vão tomando conta dessa aventura criada por Sloan. Algo que também é abordado é o futuro dos livros físicos, se o e-book irá mesmo substituir ou não, no livro senti que o autor quis dar a sensação que os e-books dominariam mais. Mas todos sabem que existe espaço para as[…]

Leia mais

Emmi & Leo – A Sétima Onda

Finalmente Daniel Glattauer está de volta e a melhor parte: Emmi & Leo, a continuação de @mor! Um dos livros que entrou pra lista de favoritos no ano passado. Então… quantas pessoas realmente esperaram por esse lançamento aqui no Brasil, pela Suma de Letras? Eu, com certeza, era uma das primeiras nessa lista! Como no primeiro livro, Emmi & Leo manterá as trocas de e-mails entre os protagonistas. Apesar do terrível fim de @mor, fica bem claro – ou seja, não é spoiler – que eles vão voltar a se comunicar. Como? Obra do destino. Porque tinha que ser. Eu acredito puramente nisso! rsrs Com uma narrativa fluida, o enredo se desenrola rapidamente, ainda que suavemente, tornando a leitura muito interessante. Gente… foi muito gostoso ver o desenrolar desse relacionamento, não só pelo lado afetivo, mas pelas mudanças que as pessoas podem causar umas nas vidas das outras. Ao contrário de @mor, aqui, as conversas nos trazem mais romance e nos mostram uma maior proximidade em desenvolvimento. Ao mesmo tempo, o leitor fica se perguntando se Leo e Emmi nunca vão trazer tudo o que sentem no mundo virtual para o mundo real. Ou será que vai sempre permanecer como o romance on-line, muitas vezes indescritível?  O autor consegue aguçar nossa curiosidade, fazendo com que se torne impossível largar o livro até o desfecho do mesmo. É difícil explicar o quão incrível este livro é – não apenas por sua história, mas também pelo estilo de escrita – literatura epistolar, famosa em obras como Dracula e Frankenstein. As brincadeiras e provocações entre Emmi e Leo são muito realistas e[…]

Leia mais

Tag – Isso ou Aquilo?

Olá Galerinha!!!! Hoje teremos mais uma TAG literária!!! Não tenho certeza de como essa tag começou, já a vi em vários blogs e vlogs lá de fora, mas aqui no Brasil, a Tati Feltrin, do Tiny Little Things, traduziu para nós!  Como ela funciona? Simples! Teremos sempre duas opiniões e eu tenho que escolher entre uma e outra. Confesso que nem sempre foi fácil! rsrs Espero que vocês se divirtam!

Leia mais

Escola de um Destino

Sabe aquele livro que te faz refletir sobre a vida, suas escolhas e consequências? Então, esse é o caso de Escola de um Destino, do autor nacional Sidney Santborg. A primeira vez que ouvi sobre o livro foi no evento em comemoração ao aniversário de um ano do grupo Turnê Literária, que aconteceu em Maio desse ano, no Monumento Estácio de Sá, aqui no Rio de Janeiro. E, desde esse primeiro momento, eu gostei da premissa e do objetivo do autor para com o livro: atingir o público jovem e que tem preguiça de ler. No entanto, devo dizer que Sidney foi muito além. Ele conseguiu construir uma trama simples, mas muito poderosa e rica. Em Escola de um destino, podemos perceber como nossas escolhas, tanto as boas quanto as ruins, têm consequências em nossas vidas bem como nas vidas daqueles que nos cercam e daqueles que amamos. Através de uma escrita simples, o autor nos faz repensar a atual situação de nosso país e da juventude que hoje nos representa. Mais, ele nos faz refletir sobre a vida nas periferias e sobre as oportunidades que essas pessoas têm. Confesso que fiquei triste ao ler o livro em alguns momentos. Mas é sempre assim quando levamos certo choque de realidade, né? A história se passa aqui no Rio de Janeiro e é narrada em terceira pessoa, através de um narrador-observador. No romance de Sidney, conheceremos quatro amigos nordestinos que, em busca de uma vida melhor, se dedicam aos estudos e conseguem bolsas em uma escola técnica na cidade[…]

Leia mais

Abandono

Uma vez diva… SEMPRE diva! E qualquer livro que uma diva venha a escrever, independente do assunto, sempre estará na minha lista de desejados! Foi exatamente o que aconteceu com esse livro da Meg Cabot. Assim que conseguimos parceria com a Galera Record, fiquei ansiando por pedir o mesmo para resenha, sem nem muito bem saber sobre o que se tratava o livro! Sim, eu sei, arriscado. Mas fã que é fã faz isso mesmo: se arrisca! E eu não me arrependo nem um pouquinho… hehehe Então, o que posso dizer sobre Abandono, o novo livro de uma das autoras que eu mais amo nesse mundo? Abandono, primeiro volume da trilogia, começou mais ou menos e me ganhou completamente no final. O que não me surpreende nem um pouco… Minha relação com a Meg é assim mesmo: começo achando que vou me desapontar, principalmente no que diz respeito a séries, e termino “totally in love”! risos A trama combina elementos da mitologia grega e nos apresenta uma nova e original leitura sobre a história de Hades, Perséfone e o submundo. Este é um assunto que eu sabia que, ou ia me apaixonar completamente ou odiar completamente, desde o início. Eu adoro histórias sobre os deuses – gregos ou romanos – e eu AMEI a forma como Meg Cabot explorou as raízes do presente, dando o seu próprio toque. Aliás, esse tipo de coisa está bastante em moda na literatura ultimamente, não é mesmo? Basta pensarmos em quantos autores revisitaram A Divina Comédia de Dante no último semestre! Eu consigo pensar em alguns, e vocês?[…]

Leia mais

Morra Por Mim

Quando eu soube que a Farol Literário ia lançar Die for Me, da Amy Plum, aqui no Brasil, fiquei MEGA animada e ansiosa! Simplesmente porque já tinha lido o livro em 2012, por indicação da Jujuba, do blog Diáriode Uma Leitora Compulsiva, e me apaixonado completamentepor essa história de “zumbis” tão original! Como não se sentir na pele de Kate quando eu mesma passei quase pela mesma perda que a menina? Como não se apaixonar pelo lindo, sedutor, educado e misterioso Vincent?  Como não se apaixonar pelo cenário da trama, Paris? Sabe aqueles livros que te “pegam” e que ficarão com você para sempre, em seus pensamentos? Então, esse é o caso de Morra por Mim. Apesar de gostar bastante do gênero sobrenatural, confesso que não lia muito sobre zumbis. Não sei nem por que. Não tenho medo deles ou coisa assim. Mas sei lá. Simplesmente não tinha sido fisgada por nenhum romance sobre esses seres. No entanto, assim como em Sangue Quente de Isaac Marion, Amy Plum nos apresenta um tipo diferente, um tipo de zumbi que eu não esperava me apaixonar e me preocupar com ao longo da trama. A história de Morra por Mim é única! Uma nova abordagem sobre zumbis, quer dizer, tecnicamente eles não são zumbis, mas sim Revenants, criaturas que morreram salvando a vida de outras pessoas e que, periodicamente, necessitam dormir profundamente, parecendo mortos de verdade, com a pele fria e dura. A introdução dos Revenants foi realmente surpreendente e muito bem desenhada. Eu realmente fiquei boba com os detalhes sobre como os Revenants são feitos, o que foi bem explicado e funcionou perfeitamente com a história. Aliás,[…]

Leia mais

Will & Will

Alguns livros são tão maravilhosos que escrever uma simples resenha sobre eles não parece ser bom o suficiente. Exatamente o que vem acontecendo comigo ultimamente. E Will & Will é mais um dos componentes desse grupo de livros que nos pegam de jeito, que nos deixam “in love”! Will & Will é a prova de que uma brilhante junção entre dois excelentes escritores, John Green e David Levithan, pode dar muito certo. E isso fica claro logo no primeiro capítulo. Eles conseguiram criar personagens homônimas, mas com personalidades e falhas próprias. No primeiro capítulo, conheceremos o Will Grayson apático e que tenta manter-se em seu próprio “casulo”, sem muitos amigos, sem deixar que os outros se aproximem demais – principalmente as meninas –, com medo de sofrer! Já no segundo capítulo, nos é apresentado o Will Grayson mais deprimido, gay não assumido, apaixonado por um menino que conhece na internet, e que tem dificuldade em ver o lado bom das coisas. Engraçado como conseguimos nos envolver com ambos os Will. Quando estava lendo o capítulo de um, não queria mudar para o próximo. E vice-versa. Algumas pessoas disseram que não dava para perceber qual dos dois autores escrevia. Eu acredito que consegui. A escrita de John Green é única, em minha opinião. Sem contar que os capítulos foram diagramados de maneiras distintas, muito parecidas com o temperamento de cada uma das personagens. Os do Will de David, o segundo que nos é apresentado, são todos em letra minúscula, nem os nomes começam com maiúscula! Claro que no começo eu estranhei, mas logo me acostumei e[…]

Leia mais

Tag – Hábitos de Leitura

Olá Galerinha!!!! Hoje teremos mais uma TAG literária!!! Essa tag foi criada pelo canal HeyHeyBooks (vídeo original aqui) e traduzida pela Aione Simões, do canal Minha Vida Literária (confiram o vídeo dela aqui).  

Leia mais

Entre O Agora e O Nunca

Quando a Suma de Letras começou a divulgar que lançaria Entre o Agora e o Nunca, logo fui procurar saber mais sobre o livro – que faz parte de uma série – e me apaixonei já pela sinopse. Após alguns kits surpresas enviados para os blogueiros, instigando nossa curiosidade (ainda mais a minha!!!), finalmente recebi o livro e, adivinhem, fiquei APAIXONADA pela história, pelas personagens… por TUDO! Entre O Agora e O Nunca é um livro intenso, moderno, delicado, atrevido, envolvente e MUITO bem escrito; além de conter romance e joguinhos de sedução, nos leva a uma viagem interior e profunda através de Camryn e Andrew. Duas figuras aparentemente opostas, mas com uma mesma carência: amor cúmplice e verdadeiro. J.A. Redmerski nos mostra que não há como escapar do nosso destino, onde quer que ele esteja; nem dos fatos que nos levam a tomar certas decisões. Alternando a narrativa entre Cam e Andrew, é incrível como podemos nos colocar nos papeis das personagens, sentir tudo o que elas passaram – cada um com seus tormentos, medos e frustrações -, ficamos com a sensação de que os conhecemos de verdade. A autora soube explorar e trabalhar ambas as personagens muito bem. Camryn é uma jovem de apenas 20, com uma experiência de vida superior à das meninas de sua idade. Ela já passou por poucas e boas. Coisas que ninguém deveria ter que lidar com essa idade. Tanto que a menina chega ao ponto de ter que fugir para poder se encontrar, ao invés de viver do jeito que os amigos e sua família acreditam ser o melhor[…]

Leia mais

Dizem Por Aí

Dizem por aí é o segundo volume da série Garota <3 Garoto, da autora Ali Cronin, publicada aqui no Brasil pela Editora Seguinte, que está de parabéns pelo capricho com a diagramação, com a capa e, principalmente, com a revisão! O primeiro livro, Nada É Para Sempre, foi resenhado na coluna Leiturinhas, pelo Bruno. Quem quiser, pode conferir a resenha aqui. Acho que já comentei algumas vezes que sou fã de literatura juvenil, adoro poder relembrar minha adolescência e suas fases, meus erros e acertos. Acho um barato quando consigo me ver em determinada personagem ou situação. Acredito que, independente do gênero, se nos simpatizamos ou nos identificamos com a história, toda a leitura se torna mais prazerosa. No entanto, se Nada É Para Sempre me conquistou de primeira com a história de Sarah – garota certinha que se apaixona por um cara mais velho e que não quer nada com ela -, o mesmo não se deu tanto com Dizem por Aí. Mas eu já imaginava que isso poderia acontecer quando soube que o livro seria focado em Ashley Greene, uma das amigas maletas da Sarah. Sabe aquele tipo de garota que você sabe que, no fundo, só quer atenção e carinho, mas que não sabe colocar isso pra fora e se mostra o oposto? Então, essa é a Ash. *Apesar que, ao longo do livro, a doidinha ganhou minha atenção…* No geral, eu gostei de Dizem por Aí. Na verdade, acho que a autora desenvolveu a trama bem melhor do que no primeiro volume. As coisas não aconteceram tãaaao rápido. As personagens principais foram melhor exploradas – incluindo a Sarah. Aliás, foi[…]

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.