Arquivo -16/12/2013

1
Qual é o primeiro momento da sua vida?

Qual é o primeiro momento da sua vida?

Ao abrir seus olhos para mais um dia, Jesse observa um mundo completamente diferente de todos ao seu redor. Não há uma reposta certa sobre o motivo disso. Pode ser obra de Deus, o fato de ser o único garoto da família, um luxo do universo ou simplesmente era para ser. E essa sua forma particular de observar o mundo que o tornava uma pessoa diferente, deslocada, à procura de aceitação e de amor, não exatamente o romântico, mas aquele que nos faz sentir parte de algo, parte do mundo, que qualquer um pode ser capaz de oferecer. Quando nascemos, ganhamos um presente ótimo, mas que demoramos a perceber. E nesse momento que somos apresentados ao mundo, ele é configurado de uma forma padrão: “As coisas são assim, pronto e acabou”. Iremos ouvir isso muitas vezes e… acreditar. Só que chegará um momento onde a decisão de seguir esse mundo padrão é totalmente nossa, de acordo com aquilo que acreditamos e vivemos. E se, em um primeiro momento, Jesse pudesse parecer um garoto deprimido, desajustado, avoado, sem perspectiva, ele se revela apenas uma pessoa dentro de uma bolha, da qual não sabia como se libertar, ou simplesmente, não via motivos para lutar. E permanecia inquieto enquanto o mundo girava ao seu redor. Mais uma vez. Mais uma vez. Ponte para Terabítia não é um livro fácil de digerir e, dizer que é só para criança, é um grande equivoco. Os dilemas enfrentados pelas personagens nos levam até nossos tempos de crianças e, quem sabe, até o[…]

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.