Arquivo -maio 2014

1
Maratona Literária #EuSouDoideira
2
Incertezas, uma Confusão de Sentimentos
3
Lançamentos de Maio da Novo Conceito
4
Playlists de Livros Nacionais (Parte 1)
5
Once Upon A Time
6
Desert Island Books Tag
7
O Sal da Vida
8
Campanha Fale Contra o Abuso – Editora Valentina
9
Campanha Dublin Street de Conscientização
10
As Herdeiras

Maratona Literária #EuSouDoideira

Olá Galerinha!!!!!!!!!!!!!!! O post de hoje é para comunicar a minha participação na Maratona Literária #EuSouDoideira, criada pelo querido Matheus, do blog Carneirismo. Confesso que estou com um pouquinho de medo, porque é a primeira vez, em três anos de blog, que eu vou participar de algo assim! Não sou muito boa com desafios… Um dos motivos é por eu ser uma pessoa muito competitiva – quem me conhece sabe que eu não aceito perder em jogos, por exemplo rsrs -, e acabar me cobrando demais. Mas, acho que pra tudo na vida tem uma primeira vez, né? Então, decidi arriscar e me aventurar nessa maratona! A Maratona #EuSouDoideira é bem simples e todo mundo, blogueiros e leitores, pode participar! Basta escolher 07 (sete) livros ainda não lidos na sua estante e ler os mesmos durante os 15 (quinze) dias da maratona! Você pode escolher desde aqueles que abandonou lá no passado quanto aqueles que está morrendo de vontade de ler, mas a pilha de parcerias ou obrigações da vida fizeram com que ficassem lá na sua estante, pegando poeira! rsrs Porém, o Matheus criou uma “dificuldade“. Todos os livros lidos deverão ter uma música-tema no final da leitura. Ou seja, cada livro terá sua própria canção e, de quebra, no final, ainda teremos a nossa Playlist #EuSouDoideira! Show, né?! Eu adorei porque, independente dessa “regrinha“, eu sempre faço isso mesmo! Ao longo das minhas leituras, eu crio setlists ou lembro de pelo menos uma música que se encaixa com a história! =) #EuSouDoideira começa domingo agora, dia 01 de junho, e termina dia 15 de junho. Para ajudar a galera[…]

Leia mais

Incertezas, uma Confusão de Sentimentos

“Se não lhe der sossego, não é amor, é apego”*  apego é uma forma estranha de amar A maioria das pessoas já deve ter passado por algum tipo de conflito interno envolvendo um sentimento indefinido em relação à outra pessoa. Aquele “quero, não quero”, “gosto, não gosto”, “te amo, te detesto”. Isso encanta e enlouquece! Eu tenho uma mania absurda de querer entender as pessoas. Mas essa vontade de querer saber os porquês aumenta quando é com alguém que eu, de alguma maneira, me importo. Mas por mais que a gente entenda alguém, sempre vai ter uma parte que não vamos descobrir. Ninguém conta todos os seus pensamentos, ações e sentimentos para outra pessoa. Tem coisas que são somente nossas, que só nós mesmos somos capazes de entender. Às vezes, é por não entender que não dá para entender tudo – ou não querer que seja assim – que fico angustiada. Queria saber das coisas com mais clareza para ter mais certeza do que fazer, mas a vida não é assim… E a gente não pode se prender às pequenas coisas. Tem que deixar fluir. Se tentarmos mudar algumas coisas, o que mexe com a gente pode perder o encanto. Com essa mistura de sentimentos, escrevi o poema a seguir. Não deixem de comentar o que acharam e o que pensam sobre o que foi dito.   Caos Bom eu não sei o que você é pra fazer o que faz não consigo ficar longe não quero ficar perto demais e não aguento essa mornidão[…]

Leia mais

Lançamentos de Maio da Novo Conceito

Olá Galerinha!!!! Curtindo bastante a domingueira chuvosa e com aquele friozinho gostoso, que não dá vontade nem de sair da cama?! rsrs Ai ai… saudade de postar Book Haul! Maio está sendo um mês agitado, de mudanças e muitas batalhas! Mas, vamos que vamos que a vida não pode parar e nem os sonhos deixar de conquistar, né?! Então, se preparem que essa semana pretendo postar mais vídeos pra vocês! Pra compensar… *-* Os livros que vou mostrar hoje são os Lançamentos de Maio da nossa parceira, Novo Conceito. Em breve, teremos resenhas deles por aqui! Enquanto isso, vamos conhecer um pouquinho de cada um deles?

Leia mais

Playlists de Livros Nacionais (Parte 1)

OI, GENTE! O post está cheio de músicas para todos os gostos. Confesso que fiquei meio perdida entre tantas músicas e gostos musicais diferentes. Tem playlists que me fazem imaginar a história do início ao fim aumentando ainda mais a vontade de ler o livro e outras tiram meus ouvidos da mesmice. Além de imaginar a história, podemos conhecer mais um pouquinho do autor (o gosto musical de uma pessoa diz muito sobre ela rs), de onde vieram algumas inspirações ou até vê-los escrevendo aquela cena de partir o coração com uma trilha sonora triste. Então, chama os amigos, aumenta o som e vem comigo ouvir música! Confissões On-Line – Iris Figueiredo Confissões On-line from iris.figueiredo on 8tracks Radio. Eu adoro as playlists da Iris lá no 8tracks (ouçam todas aqui e tem mais aqui!). Ela disse (nesse post) que colocou as músicas “em uma ordem que combina com a história”. E funcionou! Sempre que ouço, imagino algumas coisas e fico chateada com minha conta bancária por ainda não ter conseguido comprar o(s) livro(s) da Iris Figueiredo. Falando em “os livros da Iris”… Dividindo Mel – Iris Figueiredo Dividindo Mel from iris.figueiredo on 8tracks Radio. Já disse que adoro as playlists dela, né? Hihi Nada Dramática – Dayse Dantas playlist Nada Dramática from dayse.dantas on 8tracks Radio. TEM SANDY & JÚNIOR! Achei uma playlist divertida. Tem várias musicas legais que só aumentaram ainda mais meu desespero para ler o livro. A Ilha dos Dissidentes – Bárbara Morais A Ilha dos Dissidentes – Playlist from barbara.morais1[…]

Leia mais

Once Upon A Time

Surpresa! Foi a minha reação ao ver na lista de lançamentos do mês de Abril, da Editora Planeta, Once Upon A Time – Uma Antologia de Contos de Fadas… e as minhas surpresas não pararam por aí. Once Upon A Time – Uma Antologia de Contos de Fadas é a reunião de alguns contos de fadas que conhecemos e outros nem tantos (pelo menos, existiam alguns que não sabia mesmo!) contendo suas versões originais. Sim, bem diferentes daquelas que observamos nas adaptações criadas no cinema pela Disney. Contos de Fadas são histórias curtas que, geralmente, incluem um personagem que venha demostrar em seu final uma lição de moral. Em todo o livro, o que acabou me chamando atenção foi a ênfase na Inveja, Gula, Ganancia, Raiva e todos os outros “pecados capitais” e sentimentos que inúmeras pessoas sentem em sua vida cotidiana por uma determinada pessoa. O melhor desse tipo de livro é que, apesar dos sentimentos contrários, os personagens geralmente conseguem dar a volta por cima e viver felizes para sempre. Vai dizer, que não dá vontade de viver em um Conto de Fadas? Porém, as coisas que me chamaram a atenção no livro não foram apenas os contos de fadas que eu não conhecia; mas sim, o fato de saber como o seriado foi criado. E por quase 9 anos que se pensavam em criar um universo na tela da TV que ligassem o mundo real com os contos de fadas dos irmãos Grimm, o que foi uma surpresa. Afinal, quem pensaria que para criar um seriado iria levar[…]

Leia mais

Desert Island Books Tag

Olá Galerinha!!!!!!!!!!! Que saudade que eu estava de gravar e postar vídeos!!! Ainda mais agora que o nosso cantinho no Youtube está crescendo! *-* A tag de hoje se chama Desert Island Books. Eu não peguei em canais brasileiros, mas no canal Hey Hey Books, um dos canais gringos que eu mais gosto! Aliás, qualquer dia desses, vou fazer um vídeo com alguns canais internacionais que acompanho! Tem uns beeeeem divertidos! Mas, chega de blá blá blá e vamos ao vídeo, que teve a participação especial das meninas do blog Resenhando de Pijamas, Lari (que também é nossa resenhista) e Letícia!

Leia mais

O Sal da Vida

O Sal da Vida – O que faz a Vida valer a pena foi escrito pela antropóloga e professora Françoise Héritier em resposta a um colega de trabalho que se pegou constrangido por “fugir” do trabalho e finalmente tirar férias na paradisíaca Isle of Skye, uma das ilhas mais bonitas da Escócia. O livro foi publicado aqui no Brasil pela Editora Valentina e tem, aproximadamente, cem páginas. Apesar de ser um livro curto, O Sal da Vida é intenso, que nos traz uma mensagem bela sobre a vida e sobre o que realmente importa. Narrado em uma espécie de poema em prosa, Françoise nos dá, através de momentos marcantes – positivos ou não – de sua vida, um “tapa na cara”, nos fazendo refletir sobre nós mesmos e sobre a nossa própria vida. No mundo de hoje, temos tido cada vez menos tempo para parar, desacelerar, e prestar atenção aos pequenos detalhes, às coisas essenciais e que nos fazem felizes. Equilibrando bem sua vida pessoal com a vida que o mundo leva nos dias de hoje, as reflexões da autora, principalmente no que diz respeito à sua doença, são comoventes. A narrativa, por ser em prosa, é de uma simplicidade incrível, nos conectando aos momentos vividos pela autora e nos levando a relembrar os nossos pequenos momentos, aqueles que fazem parte da nossa história, que nos ajudaram a ser quem nós somos hoje. Françoise vai listando suas coisas favoritas, os momentos onde teve de tomar decisões importantes, fala sobre a dor e o amor, relembra fatos de sua juventude… impossível ler[…]

Leia mais

Campanha Fale Contra o Abuso – Editora Valentina

Falar sobre esse assunto é um tanto quanto complicado, ainda mais em um mundo cada vez mais deturpado de conceitos e valores. Hoje, dia 18 de maio, é dedicado ao Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em nosso país. Em uma campanha com seus parceiros, a Editora Valentina busca promover essa luta bem como um debate sobre o assunto, ambos a fim de conscientizar aqueles que já passaram por isso tanto quanto aqueles que, graças a Deus, não tiveram o azar de viver tal “experiência“.   Ano passado, a Editora Valentina publicou um dos maiores best-sellers americanos sobre o assunto, o livro Fale!, da autora Laurie Halse Anderson. Um livro bastante polêmico, que não trata somente do abuso sexual, mas de bullying – dois temas muito em alta, infelizmente. Fale! foi escrito em 1999 e, até hoje, se mantem em evidência. Tanto que ele é utilizado em muitas escolas americanas para conscientizar os jovens de que violência sexual é coisa muito séria e que pode trazer consequências eternas – além das marcas óbvias que qualquer agressão como essa já deixa naturalmente. Além do sucesso literário, a autora teve seu livro adaptado para os cinemas, sob o título “O Silêncio de Melinda“, personagem principal de Fale!, que é abusada e agredida sexualmente por um de seus amigos de escola, durante uma dessas festas proibidas e regadas a bebidas e etc. Melinda é uma jovem bonita, popular e inteligente, mas que se torna o oposto disso quando, depois de ser atacada, passa a sofrer preconceito por parte de seus amigos, virando meio bichinho do mato, deixando[…]

Leia mais

Campanha Dublin Street de Conscientização

Em algum momento de sua vida, você já ouviu falar sobre Depressão ou, até mesmo, precisou lidar com ela ou com uma pessoa em estado depressivo? Muitos não acreditam, mas a Depressão é uma doença que, quando não tratada, pode levar a pessoa à loucura. Samantha Young cria no universo de Dublin Street, uma personagem que sabe o quanto a Depressão e a Síndrome do Pânico podem ser prejudiciais. Quando a Editora LeYa me convidou para participar dessa campanha, eu confesso que fiquei meio receosa. Inclusive, pedi para a Débora, colunista aqui no blog, para escrever o post. Mas, depois de pensar sobre o assunto, resolvi dar a cara a tapa e dividir com vocês um pouquinho da minha “experiência” com essa doença, que pode nos atingir de inúmeras formas e níveis, quando menos esperamos. Em 2005, como aqueles que acompanham o blog há mais tempo sabem, perdi minha mãe. Ela foi atropelada em frente à nossa casa, enquanto atravessava a rua com o sinal fechado. Um louco, às 18h, veio a toda velocidade em uma rua de movimento, principalmente de crianças saindo da escola nesse horário. Minha mãe foi a “escolhida” da vez. Foi muito intenso, todo o processo de recuperação. Foram cirurgias e mais cirurgias, noites muito mal dormidas… sem contar a incapacidade de se locomover (minha mãe teve múltiplas fraturas nas duas pernas, o que os médicos chamam de polifraturas). Quando eu e minha família julgávamos que as coisas estavam melhorando, a vida veio e nos deu aquele golpe, uma semana depois do meu aniversário de 20 anos. Pode até parecer bobagem para alguns, mas[…]

Leia mais

As Herdeiras

As Herdeiras é o primeiro livro da série The Daughters, escrita pela autora americana Joanna Philbin. E que livro FOFO, galerinha! Quando eu o escolhi, confesso que não estava cem por cento certa de que seria uma leitura interessante pra mim, uma vez que é uma história sobre e para adolescentes. Ao mesmo tempo, acredito que tenho uma teenager de 15 anos aprisionada dentro de mim, que me impele a ler esse tipo de literatura tão juvenil! rsrs Porém, mesmo que você não seja um(a) adolescente ou curta coisas de adolescente como eu, tenho certeza que não resiste a um babado do mundo das celebridades. É inevitável. Ainda que não queiramos assumir, todos nós temos um “quê de curiosos” quando o assunto gira em torno dos famosos, sejam nacionais ou internacionais, sejam do mundo literário ou do mundo cinematográfico. Faz parte do nosso instinto. hehe E Joanna Philbin sabe muito bem o que é estar no olho do furacão. Ser o centro das atenções simplesmente por ser filha de alguém famoso. Quando eu descobri esse detalhe, entendi completamente de onde ela tirou certas atitudes e em quem ela se inspirou para escrever sobre Lizzie, a personagem principal nesse primeiro livro. Lizzie Summers é filha da supermodelo e diva Katia. Beirando os quarenta anos, Katia, loira e deslumbrante, ainda é chamada para capas de revista e é considerada uma das mulheres mais bonitas do mundo. Enquanto Lizzie, sua filha adolescente, ruiva, desajeitada e apaixonada por literatura, detesta o mundo da moda e da fama. Principalmente por ser comparada à sua mãe. As duas melhores amigas de[…]

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.