Arquivo -setembro 2014

1
Inferno
2
Tudo Por Nós Dois
3
Inimigo Sombrio
4
Profissões para Leitores
5
Dois em Um e a Minha Gratidão
6
Sonho Perigoso
7
A Culpa É De Quem?
8
Cemitérios de Dragões
9
Eu e Você
10
O Reino das Vozes que Não se Calam

Inferno

Escrever sobre a continuação de uma série é sempre difícil. Escrever sobre a continuação de uma série que você ansiava por demais, mais difícil ainda. Escrever sobre a continuação quando você esperava mais e… complexo! Contudo, antes que me atirem pedras e canivetes, eu ainda tenho esperanças de que a diva, Meg Cabot, só deu uma desacelerada nas coisas, reservando o melhor para o próximo livro. Começando exatamente onde Abandono terminou, Inferno nos mostra a vida de Pierce Oliveira junto ao deus gregobad boy, John Hayden. Fugindo das fúrias (incluindo sua avó, *chokita com isso*), que querem-na morta, Pierce encontra abrigo em um lugar totalmente diferente do esperado e passa a conhecer o dia-a-dia, a rotina, dos habitantes do Submundo e dos companheiros de embarcação do capitão Hayden. Quem leu a minha resenha de Abandono, sabe que eu gostei DEMAIS da história, principalmente por se tratar de uma releitura do mito de Perséfone. Desde a época da faculdade que sou apaixonada por esse tipo de literatura, de conexão entre mito e verdade, lenda e realidade… ou seja, Meg Cabot soube me atrair direitinho! rsrs Aliás, não tem como negar que ela é uma grande autora e que sempre nos surpreende no final! Porém, como é de se esperar de segundos volumes, Inferno nos deixa um pouco em banho-maria, não conseguindo nos conectar tanto e imediatamente à história de Pierce e John, como eu imaginava que aconteceria. Já disse, o livro não é ruim, mas achei ele demorado, lento a engatar. Quando começamos a nos envolver de verdade com a nova jornada do casal nada provável, próxima parada, Awaken (algo como Desperta, desfecho da trilogia)… e ficamos que nem crianças,[…]

Leia mais

Tudo Por Nós Dois

Tudo Por Nós Dois é o terceiro e último livro da trilogia hot, Bad Boys, escrita pela autora M. Leighton, e nos trará um pouco mais de Nash e Marissa… e um pouco menos de Olivia e Cash. *chora no cantinho* No final de Só Depende de Mim, depois de toda a pressão psicológica que Cash, Olivia, Nash e Marissa passaram, estava na hora dos dois irmãos terem o seu tão esperado happy ending, né?! Porém, Nash sofreu muito nos anos que esteve exilado e afastado do irmão, passando a ser menos emotivo e mais reservado. Tudo o que seu irmão, Cash, era antes do acidente em que perderam a mãe e que mudou toda a vida da família Davenport. Mas, não foram somente os meninos que viveram grandes mudanças… Marissa Townsend, a prima “ex-mimada” de Olivia, também passou por um grande trauma no último livro, fazendo com que a jovem percebesse quem e o que realmente importava em sua vida, aprendendo a andar com suas próprias pernas e ir contra os desejos de seu pai. Nash e Marissa são a pintura perfeita para aquele velho ditado, “os opostos se atraem”. Contudo, ainda que tenham aparentemente vidas e personalidades tão diferentes, no fundo, são mais parecidos do que pensam. E é isso que dá um certo ritmo a Tudo Por Nós Dois. A entrega deles em relacionamentos nunca foi total. Ela era um fantoche nas mãos do interesseiro pai; ele, teve que fugir para não morrer e acabou endurecido com a vida barra pesada que acabou tendo de levar. Ainda que eu tenha demorado a sentir[…]

Leia mais

Inimigo Sombrio

Inimigo Sombrio é o terceiro e último livro da trilogia escrita pela autora americana Gabrielle Charbonnet, sob o pseudônimo de Cate Tiernan, e se eu já tinha adorado o segundo livro, esse me deixou ansiando por mais de Natasya e Reyn!!! E, assim como aconteceu com os outros, eu me vi rapidamente envolvida com as personagens e a história novamente! Narrado em primeira pessoa e ainda por Natasya, Inimigo Sombrio nos entregará tudo o que ansiamos nesses longos anos de espera por esse desfecho: uma épica batalha imortal! Nas, que descobriremos ser a herdeira da extinta Casa de Imortais Islandesa – o que a colocará em perigo maior do que Innocencio –, se mostrará ainda mais madura, preparada e determinada.  Com seu melhor amigo internado em algo como um asilo imortal, novos inimigos serão revelados e nós vamos, finalmente, descobrir quem está nos bastidores, quem manipulou Incye porque a tamanha fixação em Natasya. *Pre-pa-ra!* Alguém, ou alguéns rsrs, está atacando as casas imortais, tentando roubar a magia do mais poderoso dos seus; mas, como aprendemos em Cair das Trevas, você terá que matá-los para conseguir o que quer. Quando os irmãos super protetores de River aparecem para protege-la de Natasya, logo todos percebem que River’s Edge não estará a salvo por muito tempo… Ainda que River confie em Nas, seus irmãos passam a perseguir a “menina de 450 anos” em busca de algo que possa significar uma ameaça. Não bastassem as forças obscuras em sua caça, Nas ainda tem que lidar com seus próprios problemas. Confiar em alguém torna-se praticamente impossível e arriscado, principalmente quando alguém próximo anda fazendo uso de magia negra para[…]

Leia mais

Profissões para Leitores

  É bem provável que em algum momento da sua vida você tenha encontrando na internet um post com a mesma temática. Sei disto, pois no ano passado me vi no desespero de encontrar uma profissão que me ligasse ao meu hobby favorito: A Leitura! Apesar de existirem milhões de post falando sobre profissões para leitores e o guia do estudante (www) informando sobre mercado de trabalho, acho tudo tão superficial! Quando estamos em dúvida sobre determinado curso, queremos ouvir de alguém os porques de escolher aquela profissão, a primeira imprenssão e o principalmente: O QUANTO LER! Estas informações são tão importantes, afinal,”você está escolhendo o que vai ser da vida“. ( frase da minha mãe!) E lembrando que falta pouco para o Enem e o desespero do Sisu e suas notas de corte (passado que não desejo lembrar!) pensei: Por que não criar um post falando sobre Profissões Para Leitores, mas com um diferencial de quem vai falar sobre os cursos somos nós, os estudantes da área de Humanas, leitores árduos e sofredores da xérox. Ciências Sociais – Conheci a Juliana Ribeiro no Miécimo no último do Ensino Médio. E por coincidência do destino entramos na mesma faculdade, apesar de cursos diferentes somos ligadas pelas humanas 😉 Quando você decidiu por Ciências Sociais? – Escolhi cursar Ciências Sociais pois sempre me interecei por questões da sociedade e na maneira que elas se resolviam. Sempre quis entender o mundo, e aprender mais sobre as sociedades e suas relações me pareceu uma boa ideia. Qual período?[…]

Leia mais

Dois em Um e a Minha Gratidão

Hoje, teremos duas resenhas em um único post. São livros pequenos e com histórias sobre amores; ao mesmo tempo, são bem diferentes na narrativa/estilo. Foram livros que me tiraram de uma preguiça de leitura chata e me fizeram refletir além da mensagem que passam. +LIVRO Tudo começou com um e-mail da Samanta Holtz recomendando a autora, que era sua conterrânea. A Natalia Moreno estava lançando seu livro de contos, Do Caos à Esperança. Mas já havia lançado outro livro, Quando eu me Amar; que me interessou mais por causa do booktrailer e título. Quando interesse e indicação de quem você gosta se juntam não pode ter erro, certo? Não é preciso falar muito da história. A sinopse já diz tudo. Além de pequeno, a leitura é fácil. O destaque não fica tanto para a história da Sofia em si; e sim para a narrativa da Natalia Moreno. Ela tem um charme especial. Eu me perguntei se é Porto Feliz que faz isso. A Samanta Holtz também tem uma narrativa charmosa, de uma maneira diferente e parecida ao mesmo tempo. Fiquei um pouco perdida na linha do tempo porque tudo acontece muito rápido. A história é completa e não há o sentimento de “falta desenvolver isso”. A história poderia sim ter sido mais explorada; mas não posso dizer que ficou mal construída. Quando Eu Me Amar é fofo. Ele é um livro de bolso com menos de cem páginas. Eu não costumo olhar as medidas do livro. Apenas, o número de páginas. Ele é do mesmo[…]

Leia mais

Sonho Perigoso

Sonho Perigoso é um prequel da nova série, Dangerous Creatures, das autoras Margaret Stohl e Kami Garcia, consagradas na literatura sobrenatural com a série Beautiful Creatures, que já teve seus quatro livros resenhados aqui no blog! Portanto, eu estava muito ansiosa por esse livro e por saber um pouquinho mais sobre essa nova história, que será focada nas personagens Ridley e Link. <3 Em pouco mais de 80 páginas, as autoras vão nos mostrar, com mais profundidade, o relacionamento pra lá de complicado de Link e Ridley. Não bastassem as diferenças, os dois ainda terão que superar problemas, surpresas e muitas contradições… A história começa com a tão esperada formatura dos amigos Ethan, Lena e Link. Finalmente, o ensino médio e todas as pressões (incluindo as sobrenaturais) são deixadas para trás. Está na hora de decidir o que fazer a seguir, para onde ir ou não. Ethan e Lena decidem ficar em Gatlin e construir a vida por ali mesmo. Aliás, os devaneios de Ethan sobre relacionamentos e tudo o que ele e Lena passaram, serve como introdução para o romance confuso entre seu melhor amigo e a prima de sua namorada. É claro que Rid não poderia deixar de aparecer e tentar “estragar” a festa dos jovens guerreiros e sobreviventes… ou, ainda, azedar os planos de Link em relação aos dois! Depois de mais uma discussão do tipo gato e rata entre o incubus Link e a sirena Ridley, ele decide se juntar a uma banda paranormal como baterista; enquanto ela, depois de rodar o mundo, acaba parando em um clube nova iorquino, precisando resolver uma dívida com Lennox Gates. O livro, narrado em terceira pessoa, é[…]

Leia mais

A Culpa É De Quem?

 “A Culpa, meu caro Bruto, não é das estrelas, mas de nós mesmos, que consentimos em ser inferiores” – Shakespeare. Okay, Okay, este não é momento de ficar recitando Shakespeare e, muito menos, lembrando de pequenos diálogos de A Culpa É Das Estrelas, mas sim, falar sobre Culpa Literária! A Editora Leya fez uma proposta incrível: falar da culpa que os personagens carregam! E isto me fez pensar: Quem culpamos? Por que culpamos? Onde culpamos? Se formos levar para o nosso cotidiano, culpamos todos os momentos falhas de outras pessoas com relação à nós mesmos ou até mesmo, nossas próprias falhas geram um peso de culpa muito grande, que sentimos dificuldade de carregar, e na literatura não é diferente. O personagem, como o nosso espelho ficcional, fala muito como nos sentimos e lidamos com a culpa. Quando comecei a revirar a minha estante, percebi histórias de personagens que culpam o governo pela situação que vivem, o namorado por quase se privar de um sonho, a mãe por guardar tantos segredos, a si mesmo pela falta de valorização do próximo… perceber isto apenas quando o adeus batesse à porta, e não podemos esquecer que, às vezes, falamos “o tempo é o melhor remédio para tudo”, às vezes este próprio tempo acaba virando o culpado da história do personagem! Precisamos concordar que algumas dessas culpas “literárias” carregamos conosco no dia-a-dia! E no meio de tantos livros falando e retratando personagens que se sentem culpados, quero apresentar Willow (link), o novo lançamento da Editora Leya! Agora chega de falar de culpa literária ou[…]

Leia mais

Cemitérios de Dragões

O quanto uma primeira impressão pode lhe impedir na leitura? No meu caso, 50% das vezes acabo tendo leituras barradas por causa do meu pré-conceito de “Senhor autor, você não deveria estar mexendo nisto!” e, com Cemitérios de Dragões,o meu pré-conceito apareceu; afinal, ele acabou tocando no ponto fraco de todo jovem nerd: a utilização de séries antigas idolatradas como inspiração. Mas, da mesma forma que nasceu, o meu pré-conceito morreu, pois sinto lhes informar, caros leitores, logo no início da resenha: Raphael Draccon criou uma fanfic MA-RA-VI-LHO-SA! Cemitérios de Dragões nos leva a uma dimensão paralela, onde a dominação e o poder se encontram nas mãos de seres dracônicos, que utilizam anões, gigantes, humanos e humanóides como escravos, para a exploração deste ambiente, a fim de despertar um demônio abissal. Para nos falar mais sobre esta dimensão, Raphael nos apresenta cinco humanos, que com os seus dramas pessoais e vidas completamente opostas, se verão ligados por um único objetivo: Derrotar Asteroph! Derek, um soldado de elite do exército americano que não se lembra exatamente como e quando chegou nesta dimensão, é o primeiro a ganhar voz no livro. Mostrando a aparência dos dracônicos e o quanto podem ser vingativos quando contrariados, o personagem acaba chamando atenção no primeiro instante por se mostrar um homem forte e, ao mesmo tempo, inseguro e sensível! (Yeah, estou descrevendo um personagem masculino assim!) No decorrer do livro, acompanhamos a sua aventura de entender como é possível existir outras dimensões e viver nelas; mas, acima de tudo, a vontade de retornar à terra. Derek ao mesmo tempo[…]

Leia mais

Eu e Você

Sabe aquele sentimento misturado com um pouquinho de moleza que bate em você quando descobre que chegou ao último livro de uma série? “Bem, chegou ao fim. Sinto muito se lhe fiz rir ou chorar.” Foram basicamente estas palavras que Ali Cronin me disse quando coloquei na cabeceira da minha cama Eu e Você para leitura. Eu e Você é o último livro da Série Garota <3 Garoto e a autora trouxe uma surpresa bem especial com relação a quem iria nos contar os seus dramas de adolescentes. Quando iniciamos a leitura da série, somos apresentados – em Nada É Para Sempre – à protagonista Sarah e, no penúltimo volume, A Garota Certa, chegou a vez de Ollie nos contar a versão masculina e isto me fez pensar que em Eu e Você seria a vez de Jack ou até mesmo Rich, mas a minha surpresa foi ver Sarah nos dando a continuação do seu Felizes para Sempre… Sarah está pensando demais ultimamente. Seu pai perdeu o emprego, sua mãe não para de fazer piadas nada engraçadas com relação à situação, e o seu irmão mais novo não consegue entender o que é ser pobre ou rico. Tudo anda confuso demais! Sua melhor amiga continua sendo idiota… e o seu relacionamento? Apesar de estar às mil maravilhas, a sua mente se confunde o suficiente para se questionar sobre o quanto Ollie pode fazê-la feliz no futuro. E, para complicar a situação, a aparição de Jackson como amigo de trabalho transforma a sua mente em um campo de batalha. Não sei o porquê de Ali complicar tanto uma situação. Após[…]

Leia mais

O Reino das Vozes que Não se Calam

O Reino das Vozes que Não se Calam é o primeiro livro da autora Carolina Munhóz escrito em parceria com a atriz Sophia Abrahão, bem como o livro de estreia da autora na Editora Rocco. Como toda primeira vez, não tenho dúvidas que Carol e Sophia estão bastante ansiosas para receber o feedback dessa história fantástica e real que ambas criaram. Quem acompanha o blog, já sabe que eu adoro os livros da Carolzinha. Ainda que eles causem discórdia na blogosfera, entre lovers e haters da fadinha, confesso que a cada nova história publicada, a Carol me surpreende. O amadurecimento dela como autora é altamente perceptível. Escrito a quatro mãos, O Reino das Vozes que Não se Calam traz uma mistura das experiências de vida das duas autoras. Por mais que Sophia Abrahão tenha dado entrevistas dizendo que ela tinha as ideias e que a Munhóz colocava no papel, como leitora antiga da fadinha, posso dizer que sim, temos bastante das duas nas páginas desse romance. Em O Reino das Vozes que Não se Calam, Sophie é uma menina de dezessete anos, tímida, que vive à sombra de sua popular melhor amiga, Anna, e que tem que lidar com a perseguição dos seus colegas de escola. A jovem sofre com o bullyingexagerado, tanto dos amigos e dos pais, em relação à sua magreza. Ainda que ela se alimente, ela não consegue engordar. Para piorar, ela tem que lidar com as piadinhas de mau gosto, o cuidado excessivo dos pais e uma diretora casca grossa. Até que em uma noite, depois de uma humilhação daquelas, numa festa de colegas da escola, Sophie descobre um mundo mágico, onde todas[…]

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.