Autor -Drafts da Nica

1
Protocolo para paqueras
2
Não se preocupe com as críticas!
3
O sonho do primeiro livro
4
Porque ainda te amo – Daiane Jardim
5
Hello – por Daiane Jardim
6
Caixa de Correio #1

Protocolo para paqueras

Quem nunca paquerou na vida? Bom, com certeza algumas pessoas e sem dúvida um monte de gente que se acha o paquerador mas paquera porcaria nenhuma. Esses dias conversando com Priscila, no grupo do Drafts, ela mencionou que é uma péssima paqueradora e eu, sendo um péssimo paquerador também, resolvemos nos unir e montar um clube. Mentira, um clube não, pelo menos um post, um protocolo. Afinal, o que é paquerar e como fazer isso da forma correta?

Leia mais

Não se preocupe com as críticas!

Oi, pessoal! Fiquei muito feliz com os comentários na última coluna. Mais uma vez agradeço ao convite da Nica e a oportunidade de bater um papo com vocês por aqui. Fiquei pensando sobre o que falar nesse mês e como percebi que muitas pessoas acabam deixando de lado o sonho de escrever por medo de receber críticas, achei que seria um bom tema para essa segunda postagem. Já conheci muita gente que sonha em ser escritor, mas que morre de medo de colocar o seu texto no mundo. O motivo? Pavor de críticas, julgamentos e de ver seu trabalho rejeitado pelo público. Conversando com um aqui, outro ali, vi que esse é um medo de muitos. Acreditem! Tem até mesmo autor já publicado que não consegue entender uma crítica ao seu livro. Andei dando dicas para os amigos que pensam em desistir antes mesmo de começar – “deixem esse medo de lado!” – pedi. Confesso que não sou a pessoa mais cheia de propriedade para aconselhar alguém sobre seus fantasmas – já que eu mesma sou cheia deles! Como meu pavor de avião e de lugares fechados, por exemplo! risos Mas acho que quando o medo interfere nos nossos sonhos, devemos colocar uma espada imaginária nas mãos para lutar. Mas, e se quando for publicado o meu livro receber um monte de críticas? Acontece! Veja o que você pode usar para o seu crescimento e o que não servir, deixa pra lá! Acho que o medo da crítica é tão irracional quanto o meu medo do avião. Sabe por quê?[…]

Leia mais

O sonho do primeiro livro

Depois que publiquei o meu primeiro romance – Louca Por Você – percebi que são muitos aqueles que também sonham em ter um livro publicado. Então, acho legal usar esse primeiro convite da Nica para escrever aqui no blog, para falar um pouquinho sobre como comecei e espero que isso possa ajudar quem está começando a correr atrás desse sonho tão especial. Quando decidi escrever a minha primeira história, sabia que teria uma longa jornada pela frente. Não conhecia nada nem ninguém para me orientar. Não tinha contato em editoras, não conhecia escritores e não sabia o que teria que fazer depois que colocasse o último ponto final no meu livro. Mesmo assim, arregacei as mangas, sentei no computador e passei seis meses escrevendo o meu primeiro romance. Ah, que sensação gostosa! Era delicioso ver como os personagens conversavam comigo. Adorava mergulhar no mundo que estava criando. Isso é  essencial para quem quer ser escritor: o prazer. Depois de tudo pronto e revisado, é muito importante entregar para alguém fazer uma leitura crítica da sua obra. Pode ser um profissional ou alguns leitores críticos. Como não conhecia nada, escolhi a primeira opção e fiz um trabalho muito bacana com uma jornalista que me orientou em diversos capítulos. Todo esse processo levou mais um ano e, somente no final de 2010, enviei o meu livro para as editoras. Naquele momento também fiz tudo por conta própria. Pesquisei editoras que tinham o perfil do livro que tinha escrito e procurei nos sites como enviar o original. Recebi a primeira carta com[…]

Leia mais

Porque ainda te amo – Daiane Jardim

Chega uma hora em que todos nós precisamos desabafar, que simplesmente a pressão que sentimos no peito cansa de ficar sufocada e começa a lhe dominar a mente. É o inconsciente a todo momento perfurando seus pensamentos, a fim de que tudo o que você precisa falar seja extravasado. Fiz esse texto, inspirado justamente por isso, uma relação de amor que precisa ser expressa e escrita. Em um dia como qualquer outro, vi sua foto na internet, tínhamos alguns amigos em comuns, você conseguiu me chamar à atenção, mas não o suficiente para eu querer saber mais sobre você. Meses depois, nos encontramos numa livraria, houve uma troca de olhares, e do sentimento de reconhecimento.  Sem querer fui me aproximando mais de ti, não sei explicar o porquê, só sei que precisava estar próxima. Entretanto, não estava bem, fui completamente enganada, estava com o coração partido, ainda não recuperado da experiência que tive anteriormente. O problema era eu e não você, sei que isso parece clichê, mas quem disse que a vida não é feita de clichês? Você me abriu os braços me convidando a te conhecer melhor. Então, sabendo que iria me arrepender depois, abri meu coração para você. Contei sobre minha experiência anterior, o quanto fui iludida, e como me senti enganada, para mim nenhum outro seria capaz de curar aquela ferida terrível. Fomos para minha casa, e aquela foi uma bela noite, era como se fosse à primeira vez de tudo, adormeci e acordei com você ao meu lado. Eu não tinha[…]

Leia mais

Hello – por Daiane Jardim

*Ouça a música que inspirou esse conto: Hello – Albúm Fallen – Evanescence Havia flores no chão, e a frente o céu mais lindo que já em toda minha vida, um azul profundo. Abro meus braços e corro, meus pés descalços tocam a grama morna aquecida pelo sol. Dentro de mim só havia paz. Gargalhadas são ecoadas atrás de mim, e rio também, correndo, correndo… até que ele me alcança e toca em meu braço. Paro tomando fôlego e rio junto com Breno, nossas risadas infantis se misturam e algumas mechas do meu cabelo permanecem frente ao meu rosto. Ele delicadamente as tira, colocando para trás de meus ombros. Não tínhamos medo, não conhecíamos o futuro, éramos ligados desde que nos conhecíamos por gente. Ele coloca as mãos acima dos olhos tentando protege-los da luz direta do sol, seus cabelos loiros brilhavam, os lábios vermelho vívidos, e os olhos, os mais lindos que já vi. Ele se sentou na grama, me abaixei também ao seu lado, cuidando para meu vestidinho florido que vovó havia me dado ficasse no lugar, mas estava com um short por baixo, então pude ficar mais a vontade. – Do que vamos brincar agora? – perguntou Breno, enquanto tirava duas balas do bolso da calça. Ele sempre trazia doces consigo, e sempre guardava um para mim. – Tô cansada Breno, vamos brincar de algo fácil. Ele se deitou na grama e eu me deitei também, estávamos próximo a uma árvore, e olhávamos para algumas nuvens no céu. – Vamos contar histórias?[…]

Leia mais

Caixa de Correio #1

Essa na verdade chegou semana passada mas, como não tive tempo de postar antes, estou colocando agora! Estou super ansiosa por ler esses livros! No momento, estou terminando Infinito, da série Os Imortais da Alyson Noel. Boa Noite galera!!!!! =)  

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.