Autor -Mônica Quintelas

1
Branca de Neve – Filme
2
Amor versus Medo
3
Um Dia
4
Luminoso
5
Radiante
6
Caixa de Correio #2
7
Infinito
8
Sentimentos…
9
O gato de Botas
10
Saudades…

Branca de Neve – Filme

Parece que 2012 será o ano das remontagens de Branca de Neve e os Sete Anões… Porém, fugindo da tradicional história escrita pelos famosos Irmãos Grimm, que já guarda algumas diferenças das muitas versões que se popularizaram antes e após a compilação feita por eles em seu livro. O Clássico No início da história contada pelos Grimm, uma rainha costurava, no inverno, ao lado de uma janela negra como o ébano. Ao lançar o olhar para a neve, picou o dedo com a agulha, e três gotas de sangue pingaram sobre a neve, o que a deixou admirada e a fez pensar que, se tivesse uma filha, gostaria que fosse “alva como a neve, rubra como o sangue e negra como o ébano da janela”. Não tardou, e a rainha teve uma filha de descrições idênticas ao seu pedido: branca como a neve, com os cabelos negros como o ébano e os lábios vermelhos como o sangue. Mas, tão logo sua filha veio ao mundo, a rainha morreu. O pai deu à filha o nome de Branca de Neve, e logo tornou a casar com uma mulher arrogante, esnobe e vaidosa, possuidora de um espelho mágico que só falava a verdade. Constantemente a rainha consultava seu espelho, perguntando quem era a mais bela do mundo, ao que ele sempre respondia: “Senhora Rainha, vós sois a mais bela”.Quando Branca de Neve fez dezessete anos, e um dia a madrasta perguntou: “Quem é a mais bela de todas?”, e o espelho não tardou a dizer: “Você é bela, rainha, isso é verdade, mas Branca de Neve possui mais[…]

Leia mais

Amor versus Medo

Hoje, posto aqui mais uma de minhas “poesias”… Espero que gostem!!! Essa fala do medo de amar… Foi escrita em Setembro de 2004, logo no começo do meu namoro com o meu marido (tínhamos duas semanas de namoro)… Naquele ano já tinha me desiludido, não com um AMOR mas com uma paixonite de menina e não queria me envolver com ninguém… por MEDO… Passa o tempo Passa o momento Mas não passa o sentimento Nem o causado sofrimento Sentimento em meu pensamento Sofrimento em meu lamento Tudo causa desalento Tudo machuca, aqui dentro Temo pelo tempo Temo pelo sentimento Temo por te ter em pensamento Temo por te amar nesse momento.

Leia mais

Um Dia

O livro conta a história de amizade e amor de Emma e Dexter… duas pessoas que aparentemente não tem nada em comum mas se dão super bem, se entendem perfeitamente, duas pessoas que claramente vemos que as almas se conectam… almas gêmeas! No começo da relação deles, Emma vive muito mais uma relação de amor platônica com Dexter, aceitando ao menos sua amizade; ao contrário de Dexter que enxerga Emma como uma amiga, apesar de “arrastar as asas” para ela também como digno mulherengo que é!

Leia mais

Luminoso

“Se você acha que sabe como é estar morto – se acha que não passa de uma eternidade ouvindo harpas e relaxando nas nuvens -, bem, pense novamente. Já ouviu dizer que a vida continua? Ela continua. Além do ponto onde todos acham que ela termina. Vá por mim. Estou morta há mais de um ano, e assim que cruzei aquela ponte até o outro lado… foi aí que tudo começou a ficar interessante…” Um livro encantador como o primeiro da série, Radiante, onde nossa fofíssima – sim, ela é fofa apesar de ser “teimosa, obstinada, cabeça-dura, voluntariosa, desorientada, irracional, impulsiva” como Bodhi a define logo no começo dessa nova aventura -, ela nada mais é que uma menina de doze anos, com seus sonhos e medos, como toda menina nessa idade que acredita ser dona do próprio nariz, madura o suficiente para qualquer situação e invencível… sim, porque se bem me lembro dos meus doze anos, era assim que eu e meu grupinho, a “patota”, se sentia… Nada e nem ninguém seria capaz de nos abalar, nem garotos, nem pais, nem diretores de escolas, nem briguinhas tolas e fúteis… éramos meninas com personalidade forte, sonhadoras e um tanto quanto presunçosas… Nada muito diferente de nossa Riley… Mas, voltando ao livro, Luminoso traz a história do que deveriam ser as divertidas e merecidas férias de Riley, Bodhi e Buttercup depois do sucesso em fazer com que “o menino” Radiante atravessasse a ponte para Aqui & Agora e deixasse de assombrar o Castelo Warmington, para na[…]

Leia mais

Radiante

Por ser um spin-off de uma série tão famosa como Os Imortais e por Riley ser a irmã pentelha e mimada de Ever, protagonista da série, confesso que me surpreendi com a história do pós-vida da menina. É interessante descobrir que, na verdade, tudo o que a Riley queria quando estava viva era ser tão popular quanto sua irmã, era ser a filha perfeita e adorada.

Leia mais

Caixa de Correio #2

Essa caixa eu ganhei de presente do meu marido… E ela veio demais! Luminoso, da série Riley Bloom de Alyson Noël, pela Editora Intrínseca e Elixir, primeiro livro da cantora pop Hilary Duff, pela iD Editora, ambos comprados na Livraria Nobel. A Batalha do Apocalipse – da queda dos anjos ao crepúsculo do mundo e Filhos do Éden – livro 1: Herdeiros de Atlântida, de Eduardo Spohr ambos pela Verus Editora (parceira da Editora Record). Esses não são os últimos livros, mas depois posto outra caixa de correio! Espero que gostem do blog! Mais tarde tem resenha de Radiante, da série Riley Bloom! Até ! =)

Leia mais

Infinito

O sexto e último livro da série… superou minhas expectativas! O livro desvenda todos os segredos da história de amor entre Ever e Damen, além de revelar surpreendentes fatos das vidas passadas de outros personagens como Jude, Ava, Romy, Rayne, Miles, Haven, Drina e Roman. A história começa tratando da escuridão que alcança Summerland, que se vê envolta em lama e um ambiente bem sinistro, deixando de ser, aos poucos, o lugar mágico e adotando um tanto quanto um ar de Shadowland.

Leia mais

Sentimentos…

Mais um poema de minha autoria… Espero que gostem! Esse também é de 2004… Do comecinho da minha história com o meu marido! Sentimentos. Pensamentos. Medo de sofrer. Medo de perder. Medo de se entregar. Medo de, assim, se decepcionar. Mudar… Hora de viver os momentos. Hora de deixar fluir os sentimentos. Hora de deixar de lado pensamentos. Pensamentos que causam sofrimento. Pensamentos que corroem por dentro. Te adoro nesse momento. Te quero em pensamento. Não te desejo sofrimento. Por isso… Viverei o momento. O sentimento. Que seja eterno, enquanto dure. (por Nica em 30.08.04)

Leia mais

O gato de Botas

O Gato de Botas é um conto de fadas de autoria do escritor francês Charles Perrault, incluído no livro Les contes de ma mère l’Oye, publicado em 1697. A história original Um moleiro possuia três bens: um moinho, um burro e um gato. Ele resolve repartí-los entre os três filhos na hora da morte.O filho mais moço, que recebeu o gato, ficou muito descontente, mas o gato demonstrou que um amigo leal e astuto vale mais que as riquezas. As adaptações O Gato de Botas teve três versões anime: Série de 26 episódios da Enoki Films Três filmes da Toei Animation. Dois episódios da série de anime Grimm Meisaku Gekijoo (em Portugal Grimm: Histórias – Encantar distribuído pela Trisan Editores ou Os Teus Contos Clássicos distribuído pela Editorial RBA) Um filme solo do Gato de Botas denominado Puss in Boots foi lançado dia 09 de dezembro, sexta-feira passada. O personagem já teve participações em três dos quatro filmes da série “Shrek”.   Sinopse: Muito antes de conhecer Shrek, o notório lutador e sedutor Gato de Botas torna-se um herói ao sair em uma aventura com a durona e malandra Kitty Pata-Mansa e o astuto Humpty Alexandre Dumpty para salvar sua cidade. Complicando a situação, os fora da lei Jack e Jill fazem de tudo para ver o Gato de Botas e seu bando fracassarem. Bem diferente da versão original e acertadamente desconectada da história do Gato nos filmes de Shrek, a Dreamworks nos traz mais uma aventura divertidíssima e encantadora. Apesar de não ser uma obra-prima, é um filme emocionante, com direito a duelo de danças, ataques a vilões e muita ação na busca pelos Ovos Dourados. A garotada com certeza vai[…]

Leia mais

Saudades…

Hoje completam sete anos que minha velhinha, minha mamuska, minha guerreira foi atropelada e o triste fim de sua breve vida começou… Por isso, hoje postarei um poema que fiz relacionado a nossa vida nessa terra… Fragilidade Incrível como somos frágeis. Incrível como a vida pode mudar em um dia, uma hora. Incrível como pode mudar também em um minuto, um segundo. Incrível mesmo… Somos pouco. Somos nada. Somos ninguém. Criamos armas contra nós mesmos. Criamos e recriamos. Nos matamos. Por muito, por pouco, por nada. É triste olhar ao redor e sentir pena… Pena do mundo. Pena das pessoas. Pena da minha família. Pena de mim. Enfim, pena da vida. Pena de uma vida que pode ser perdida. Por uma doença. Ou uma bala “sem destino”. Por um choque. Ou atropelamento. Inconseqüência? Nem sempre… Vivemos num mundo sem amanhã. Vivemos num mundo de dor. Será um mundo sem esperança? Um mundo sem cor? Pessoas invejosas. Gananciosas. Pessoas tristes. Infelizes. Pessoas sem destino. Sem amigos. Pessoas sem amor. Não perca tempo com tonturas. Frescuras. Perca tempo com Amor. Viva o hoje como se não houvesse amanhã. Porque do hoje podemos ter certeza mas, do amanhã, jamais. (por Nica em 19.12.2004) Valorizem as pessoas que vocês amam HOJE, respeitem, amem, demonstrem, sirvam essas pessoas e as recompensas serão eternas, divinas e vocês não sofrerão com o famoso e se?

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.