Autor -Mônica Quintelas

1
Sentimentos…
2
O gato de Botas
3
Saudades…
4
Sobre o blog…
5
Azar o Seu!

Sentimentos…

Mais um poema de minha autoria… Espero que gostem! Esse também é de 2004… Do comecinho da minha história com o meu marido! Sentimentos. Pensamentos. Medo de sofrer. Medo de perder. Medo de se entregar. Medo de, assim, se decepcionar. Mudar… Hora de viver os momentos. Hora de deixar fluir os sentimentos. Hora de deixar de lado pensamentos. Pensamentos que causam sofrimento. Pensamentos que corroem por dentro. Te adoro nesse momento. Te quero em pensamento. Não te desejo sofrimento. Por isso… Viverei o momento. O sentimento. Que seja eterno, enquanto dure. (por Nica em 30.08.04)

Leia mais

O gato de Botas

O Gato de Botas é um conto de fadas de autoria do escritor francês Charles Perrault, incluído no livro Les contes de ma mère l’Oye, publicado em 1697. A história original Um moleiro possuia três bens: um moinho, um burro e um gato. Ele resolve repartí-los entre os três filhos na hora da morte.O filho mais moço, que recebeu o gato, ficou muito descontente, mas o gato demonstrou que um amigo leal e astuto vale mais que as riquezas. As adaptações O Gato de Botas teve três versões anime: Série de 26 episódios da Enoki Films Três filmes da Toei Animation. Dois episódios da série de anime Grimm Meisaku Gekijoo (em Portugal Grimm: Histórias – Encantar distribuído pela Trisan Editores ou Os Teus Contos Clássicos distribuído pela Editorial RBA) Um filme solo do Gato de Botas denominado Puss in Boots foi lançado dia 09 de dezembro, sexta-feira passada. O personagem já teve participações em três dos quatro filmes da série “Shrek”.   Sinopse: Muito antes de conhecer Shrek, o notório lutador e sedutor Gato de Botas torna-se um herói ao sair em uma aventura com a durona e malandra Kitty Pata-Mansa e o astuto Humpty Alexandre Dumpty para salvar sua cidade. Complicando a situação, os fora da lei Jack e Jill fazem de tudo para ver o Gato de Botas e seu bando fracassarem. Bem diferente da versão original e acertadamente desconectada da história do Gato nos filmes de Shrek, a Dreamworks nos traz mais uma aventura divertidíssima e encantadora. Apesar de não ser uma obra-prima, é um filme emocionante, com direito a duelo de danças, ataques a vilões e muita ação na busca pelos Ovos Dourados. A garotada com certeza vai[…]

Leia mais

Saudades…

Hoje completam sete anos que minha velhinha, minha mamuska, minha guerreira foi atropelada e o triste fim de sua breve vida começou… Por isso, hoje postarei um poema que fiz relacionado a nossa vida nessa terra… Fragilidade Incrível como somos frágeis. Incrível como a vida pode mudar em um dia, uma hora. Incrível como pode mudar também em um minuto, um segundo. Incrível mesmo… Somos pouco. Somos nada. Somos ninguém. Criamos armas contra nós mesmos. Criamos e recriamos. Nos matamos. Por muito, por pouco, por nada. É triste olhar ao redor e sentir pena… Pena do mundo. Pena das pessoas. Pena da minha família. Pena de mim. Enfim, pena da vida. Pena de uma vida que pode ser perdida. Por uma doença. Ou uma bala “sem destino”. Por um choque. Ou atropelamento. Inconseqüência? Nem sempre… Vivemos num mundo sem amanhã. Vivemos num mundo de dor. Será um mundo sem esperança? Um mundo sem cor? Pessoas invejosas. Gananciosas. Pessoas tristes. Infelizes. Pessoas sem destino. Sem amigos. Pessoas sem amor. Não perca tempo com tonturas. Frescuras. Perca tempo com Amor. Viva o hoje como se não houvesse amanhã. Porque do hoje podemos ter certeza mas, do amanhã, jamais. (por Nica em 19.12.2004) Valorizem as pessoas que vocês amam HOJE, respeitem, amem, demonstrem, sirvam essas pessoas e as recompensas serão eternas, divinas e vocês não sofrerão com o famoso e se?

Leia mais

Sobre o blog…

Anteontem me peguei pensando “por que diabos eu inventei de ter um blog novamente?” e foram muitas as respostas que saltaram em minha mente, mas são duas as que mais se adequam: Primeiro, há sete anos atrás eu tinha não só um mas como alguns blogs que mais pareciam diários do que blogs… (É bem verdade que isso era A moda do momento… Pensando bem, ainda hoje temos esse tipo de blog, mas eles mudaram de nome e passaram a se chamar “redes sociais”! Enfim, outra hora eu falo sobre isso! hehe) Quero tentar diferente, não quero ninguém sabendo dos meus problemas, não quero dividir momentos com ninguém… Provavelmente escreverei sobre momentos importantes, mas não quero que este seja o foco do blog… O que nos remete ao segundo ponto, quero que esse blog seja mais como um journal ou, em bom português, registro – que pode ser diário, uma revista ou um periódico; quero poder comentar sobre coisas que eu gosto ou não gosto (especialmente livros, séries, música e filmes), quero poder criticar, resenhar, publicar meus textos e pensamentos, mas sem ser piegas, sem falar da minha vida essencialmente ! E era isso… a partir de amanhã o blog “Drafts da Nica” estará oficialmente ON! rsrsrs Bom fim de tarde… e até! =)

Leia mais

Azar o Seu!

Azar o Seu é o segundo livro da autora mineirinha Carol Sabar e o primeiro que eu tive a oportunidade de ler. Ah… E se arrependimento matasse, eu tava mortinha! (risos) Me apaixonei pela escrita da autora, sem falar que a história é divertidíssima! Nesse chick-lit maravilhoso, iremos conhecer a Bia, uma jovem de 25 anos que passa por uma das fases mais azarada da sua vida: solteira carente, cheia de dívidas e desempregada (a coitadinha foi demitida por justa causa, numa clara armação de algum colega de trabalho). Doida para voltar para sua casa em Juiz de Fora depois do funeral da madrasta do primo de seu pai, onde teve um “lance” com seu “primo” atrás de uma moita no cemitério durante o enterro da mesma, ela se encontra presa em um engarrafamento, na Linha Vermelha. Não bastasse o trânsito, ela percebe o motorista lindo e charmoso do carro ao lado fazendo sinais com as mãos, tentando chamar sua atenção. Será que a maré de azar de nossa mineirinha está, enfim, acabando? A verdade é que esse Deus grego do outro carro a conhecia, mas Bia estava negativa e distraída demais para notar quem ele era. De repente, carros começam a recuar e o tiroteio se instaura. Desesperada, ela se joga no asfalto, embaixo da Kombi da Floricultura Quatro Estações, de seu pai, a fim de se proteger. E quem logo se junta à moça? O “estranho” do carro ao lado. Acreditando que não sairá com vida dessa situação, Bia começa a confessar seus verdadeiros sentimentos por um grande amigo amor do passado,[…]

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.