Categoria -Cinema

1
Sobre a Adaptação de O Melhor de Mim
2
Branca de Neve – Filme

Sobre a Adaptação de O Melhor de Mim

Olá Galerinha!!! Ontem, dia 24 de outubro, a Editora Arqueiro levou alguns de seus parceiros ao cinema. Sim! O Drafts da Nica teve a honra de assistir, em primeira mão, antes do lançamento oficial, O Melhor de Mim, adaptação cinematográfica do livro de Nicholas Sparks. Confesso que estava MUITO ansiosa para ver esse filme, pois o livro é um dos meus favoritos ever do Tio Nick. E, graças ao bom Deus, a adaptação está simplesmente fidedigna ao romance do autor. Como sempre, não se consegue colocar tuuuuudo nas telonas. Contudo, não posso deixar de parabenizar o diretor Michael Hoffman e seus roteiristas – Will Fetters e Mills Goodloe – por esta belíssima adaptação. Manteiga derretida assumida, segui à risca o conselho da editora: levar lencinho para sobreviver à arrebatadora história de Dawnson Cole e Amanda Collier, dois jovens de classes sociais diferentes, que acabam se apaixonando e vivendo um lindo romance adolescente, daqueles que nos marcam eternamente. Porém, não vou falar sobre a trama ou a escrita de Nicholas Sparks agora, isso eu já fiz na resenha (que você pode conferir aqui). A ideia desse post é comentar sobre os atores e a adaptação em si. Ainda que eu tenha chorado litros e me envolvido com as interpretações de James Marsden, Luke Bracey, Michelle Monaghan e Liana Liberato, quarteto que representa os protagonistas de O Melhor de Mim, não posso deixar de colocar aqui a minha única crítica aos mesmos: Luke (Dawson jovem), ainda que seja um excelente ator, não se parece muito com James (Dawson adulto), o que nos causa certa estranheza no começo da película. O que a química entre os atores acaba por disfarçar e, até, anular ao longo das cenas.[…]

Leia mais

Branca de Neve – Filme

Parece que 2012 será o ano das remontagens de Branca de Neve e os Sete Anões… Porém, fugindo da tradicional história escrita pelos famosos Irmãos Grimm, que já guarda algumas diferenças das muitas versões que se popularizaram antes e após a compilação feita por eles em seu livro. O Clássico No início da história contada pelos Grimm, uma rainha costurava, no inverno, ao lado de uma janela negra como o ébano. Ao lançar o olhar para a neve, picou o dedo com a agulha, e três gotas de sangue pingaram sobre a neve, o que a deixou admirada e a fez pensar que, se tivesse uma filha, gostaria que fosse “alva como a neve, rubra como o sangue e negra como o ébano da janela”. Não tardou, e a rainha teve uma filha de descrições idênticas ao seu pedido: branca como a neve, com os cabelos negros como o ébano e os lábios vermelhos como o sangue. Mas, tão logo sua filha veio ao mundo, a rainha morreu. O pai deu à filha o nome de Branca de Neve, e logo tornou a casar com uma mulher arrogante, esnobe e vaidosa, possuidora de um espelho mágico que só falava a verdade. Constantemente a rainha consultava seu espelho, perguntando quem era a mais bela do mundo, ao que ele sempre respondia: “Senhora Rainha, vós sois a mais bela”.Quando Branca de Neve fez dezessete anos, e um dia a madrasta perguntou: “Quem é a mais bela de todas?”, e o espelho não tardou a dizer: “Você é bela, rainha, isso é verdade, mas Branca de Neve possui mais[…]

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.