Categoria -Textos

1
O que houve com o Drafts?
2
Papo de Mãe: Bebê doente, e agora?
3
Como dizer que ama sem usar as palavras “Eu te amo”
4
Profissões para Leitores
5
Mudanças

O que houve com o Drafts?

O post de hoje é um papo sincero, entre amigos! Vim aqui abrir meu coração para vocês e explicar o que vem acontecendo com esse nosso cantinho…

Leia mais

Papo de Mãe: Bebê doente, e agora?

Uma das coisas que mais perturba qualquer nova mamãe é ver seu bebezinho dodói. Sério, gente, ao longo desses meus primeiros dez meses de experiência, a pior parte (e por enquanto a única) da maternidade tem a ver com as gripes, resfriados, bronquiolites e todas essas doenças que afligem nossos pequenos…

Leia mais

Como dizer que ama sem usar as palavras “Eu te amo”

O título do post hoje é um pouco longo e traz uma grande questão: como dizer que ama alguém sem usar as palavras “Eu te amo”? Não é de hoje que a palavra “Eu te amo” se tornou um pouco frágil e genérica. Temos medo de ouvi-las e temos medo de oferecê-la. Dizer se tornou algo como assinar um contrato. Não é à toa que outras simbologias para dizer “eu te amo” se tornaram famosas.   Precisamos dizer que amamos alguém, porque viver é sentir e saber. Há dias que eu sei que amo alguém, mas não consigo sentir isso, seja porque essa pessoa me magoou ou porque acordei de mau humor. Mas eu sei. E saber é o que importa naquele momento. É isso que te faz atravessar o momento ruim e persistir no amor. Uma regra que passei a levar comigo é: sempre tome uma decisão 48 horas depois. Há outros momentos que eu não sei se amo alguém, mas sinto que sim. Talvez por uma fração de tempo eu sinta algo tão grandioso quanto o amor, mas que não seria justo falar que é amor sem o devido tempo. É nesse ponto que vacilamos no “Eu Te Amo”. Você conhece alguém legal, sente algo incrível e diz que é amor. No dia seguinte, acorda como se tivesse feito um acordo na encruzilhada, se sente culpado, confuso e pensando em “como rescindir esse contrato?”. E, ao fazer isso, o outro lado se sente enganado, destruído e sem chão. Quem é o culpado? Não há[…]

Leia mais

Profissões para Leitores

  É bem provável que em algum momento da sua vida você tenha encontrando na internet um post com a mesma temática. Sei disto, pois no ano passado me vi no desespero de encontrar uma profissão que me ligasse ao meu hobby favorito: A Leitura! Apesar de existirem milhões de post falando sobre profissões para leitores e o guia do estudante (www) informando sobre mercado de trabalho, acho tudo tão superficial! Quando estamos em dúvida sobre determinado curso, queremos ouvir de alguém os porques de escolher aquela profissão, a primeira imprenssão e o principalmente: O QUANTO LER! Estas informações são tão importantes, afinal,”você está escolhendo o que vai ser da vida“. ( frase da minha mãe!) E lembrando que falta pouco para o Enem e o desespero do Sisu e suas notas de corte (passado que não desejo lembrar!) pensei: Por que não criar um post falando sobre Profissões Para Leitores, mas com um diferencial de quem vai falar sobre os cursos somos nós, os estudantes da área de Humanas, leitores árduos e sofredores da xérox. Ciências Sociais – Conheci a Juliana Ribeiro no Miécimo no último do Ensino Médio. E por coincidência do destino entramos na mesma faculdade, apesar de cursos diferentes somos ligadas pelas humanas 😉 Quando você decidiu por Ciências Sociais? – Escolhi cursar Ciências Sociais pois sempre me interecei por questões da sociedade e na maneira que elas se resolviam. Sempre quis entender o mundo, e aprender mais sobre as sociedades e suas relações me pareceu uma boa ideia. Qual período?[…]

Leia mais

Mudanças

Enquanto preparo a resenha de A Bandeja, segue um poeminha escrito por mim em agosto de 2004… Mal sabia eu que as mudanças estavam apenas começando… Espero que gostem! Semana de descobertas. Semana de felicidades. De tristezas. Como mudamos em uma semana?! Como ficamos estranhos sem querer. Como magoamos quem mais queremos bem. Como o passado atormenta. Machuca. Atrapalha. Impede? O novo assusta. O novo apavora. Ainda mais depois de um passado. Passado dolorido. Passado desmerecido. Passado que já é passado. Hora de mudar. Arriscar. Sentir. Hora de se deixar gostar. Hora de se libertar.

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.