Chega de Açúcar

  • Twitter
  • Facebook
  • Google+

Sarah acreditava que estava tudo bem até saber a quantidade de açúcar contido na sua alimentação. Há três anos ela resolveu eliminar o açúcar da sua vida. Depois de várias tentativas ela conseguiu, mas não pense que foi ou é fácil. Tudo iniciou através de um experimento, uma resolução de ano novo. Ela realizou muitas pesquisas e foi cobaia das próprias técnicas, que estão reunidas neste livro.

É preciso determinação, persistência, assumir um compromisso, eu não estou querendo assustar você, caro leitor, mas a autora deixa claro na introdução.

Mas é possível nós ficarmos sem o açúcar nosso de cada dia?  Tudo tem açúcar. Realmente viu, Sarah passou 12 meses trabalhando nas receitas sem frutose. Além do programa de oito semanas ela nos apresenta 108 receitas.

Então é um livro de receitas? Também. Mas conheceremos a trajetória da autora, o que a levou a procurar essa mudança. Ela também fala das receitas, os detalhes. Elas são fáceis, simples e para todos os gostos. Ninguém quer algo complicado. Eu irei retirar totalmente o açúcar? Não. Após as oito semanas a autora o reintroduz de maneira saudável. Temos receitas com e sem frutose, e a maioria não possui glúten.

Interessante que ela nos questiona se você está pronto, interage com o leitor. Até porque não é algo fácil, o açúcar faz parte da nossa rotina. Durante o programa você terminará o relacionamento com o açúcar. Ao final poderá reintroduzir frutas e alternativas.

E a mudança deve partir de você. E não é nada ao extremo. O bom de alguém já ter testado nos da certa “segurança” e as dicas liberadas são fundamentais.

O que posso dizer sobre o programa. São fases a serem superadas. Na primeira semana você começa a reduzir até que ao final não o esteja consumindo, em cada semana temos de três a quatro receitas. Ela também utiliza dados que a ciência possui sobre o consumo do açúcar.

Ao ler as dicas e receitas percebi que seria complicado conseguir certos ingredientes, moro no interior e não se obtém itens tão facilmente, por exemplo, óleo de nozes. Não conseguiria seguir o programa, mas é possível cortar algumas coisas da minha alimentação. Buscar mudanças, por exemplo, o uso do óleo de coco no café. Algumas receitas são possíveis de reproduzir outras eu não conseguiria, foge da minha realidade. Atente-se ao fato que, se for seguir o programa você fará um investimento.

O livro contém um sumário contendo introdução, a história da Sarah, o programa de oito semanas e por último as receitas. Elas são divididas: temos a do café da manhã, bebidas, refeições saudáveis, lanches, doces e guloseimas para crianças e adultos, e até sobremesas. E por último algumas dicas. Ele é repleto de fotografias da Sarah e ilustrações.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *