Gutenberg

A Gutenberg foi criada em 2003, inicialmente como um selo, para abarcar livros de interesse geral e de ficção, cujos perfis não se encaixavam na Autêntica. Atualmente tem em seu catálogo mais de 100 títulos, com destaque para a série infantojuvenil Fazendo meu Filme, da autora Paula Pimenta, grande sucesso em todo o Brasil.

A partir de 2011, com o objetivo de atingir novos públicos, mas sem deixar de imprimir em suas publicações a qualidade e o comprometimento que sempre marcaram a trajetória da Autêntica, a Gutenberg ampliou sua atuação com a inauguração de um escritório em São Paulo.

Em 2012, a Editora lançou dois livros de Paula Pimenta, autora que definitivamente conquistou leitores de todo o país, com o último volume da saga best-seller Fazendo meu Filme, que já vendeu mais de 150 mil exemplares, e o livro de crônicas Apaixonada por palavras. Em 2013, novos livros de Paula Pimenta estão previstos, como a continuação de sua série Minha vida fora de série. Lançou também o livro _Depois dos quinze – Quando tudo começou a mudar, de Bruna Vieira, colunista especial da revista Capricho e eleita a adolescente brasileira mais influente em moda, comportamento e internet, com milhares de fãs nas redes sociais.

Entre as prioridades atuais da Gutenberg estão o apoio à literatura nacional, com o compromisso de revelar novos talentos nas mais diversas áreas (fantasia, romance, distopia, thriller, suspense, chick-lit), investimentos no segmento jovem-adulto e adulto (a partir de 16 anos)e a consolidação do catálogo infantil, que já conta com diversos títulos, como o livro Vordak, O Incompreensível e as séries Agente Amélia, As aventuras de Daniel Boom e Arquivos geniais.

Ainda em 2012, partindo da premissa de revelar também autores nacionais, muitos romancistas, como Enderson Rafael, Leila Rego, Rafaella Vieira e Clarissa Corrêa, e autores de literatura fantástica, como Douglas MCT, Felipe Castilho e Julien De Lucca, foram lançados pela Editora.

A Gutenberg produziu também bons títulos de não ficção, como Um século de Paulo Gracindo, o eterno Bem-Amado, escrito por Gracindo Júnior e Mauro Alencar, que traz à tona a história de um dos maiores atores da história do Brasil; e Não é coisa da sua cabeça, de Naiara Magalhães e José Alberto de Camargo, que apresenta um guia sobre transtornos emocionais, como depressão, síndrome do pânico, dependências, entre outros.

Para 2013, estão previstas obras nas áreas de História, Política, Ciência, Cultura Pop, Memórias, Curiosidades & Entretenimento e correlatas.

  • Localização

    Não informado

  • Telefone

    Não informado

  • Site

    Não informado

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.