Formigueiro de Myrakãwéra

Book

Você está preparado para conhecer a história de Myrakãwéra? Yaguarê Yamã reúne a lenda dos parintins e dos maraguás, povos indígenas do Amazonas, para contar as incríveis aventuras dos curumins Ãgnáw e Ãgapany na região amaldiçoada de Myrakãwéra. Ninguém está a salvo dos temidos mortos-vivos e das formigas gigantes que aterrorizam o lugar!

Resenhar um livro infantil é um desafio (ao menos para mim) e por se tratar de um livro com história indígena, terei o máximo de cuidado e sensibilidade em com a narrativa.

O Formigueiro de Myrakãwéra fala de uma lenda indígena, dos povos Parintin e Maraguá.

Os brancos ainda não havia chegado por aquelas bandas quando surgiu a história de Myrakãwéra. O povo indígena parintin foi o primeiro dono das terras ao redor do rio Mamuru, só depois é que chegaram outros povos como os sateré-mawé, arapiun e maraguá. Mas este último não se acostumou e, depois de alguns anos, abandonou o lugar por achá-lo fantasmagórico.

Pág. 6

Bom, a origem da nossa história remonta a um passado bem distante, numa região onde foi morar um jovem pajé que não seguia os códigos do lugar e acabou fazendo um pacto com um deus do mal e o lugar que antes era bonito e sagrado passou a transformar as pessoas em mortos-vivos, sacrificar inocentes e apareceram enormes formigas, de acordo com a imagem do deus Guariruba.

Nos dias atuais

O curumim Ãgnáw, da etnia maraguá, como toda criança, gosta de brincar e explorar o lugar onde mora. Imagina viver numa floresta? É o lugar perfeito para conhecer por toda a vida. Então é o que ele faz! Ou melhor, apronta! Ãgnáw sabia das histórias contadas e das lendas que povoavam a imaginação dos aldeões, mas mesmo assim se aventurou por um lugar desconhecido e que em tudo lembrava perigo.

Nessa aventura, Ãgnáw se perde e acaba conhecendo o indígena da etnia parintin, que ele acreditava não existir mais, que lhe explicou dos perigos do lugar. Esse misterioso indígena, vivia em Myrakãwéra para proteger as outras pessoas da maldição de se tornarem zumbis e ensina Ãgnáw a retornar para casa em segurança.

Mesmo com a recomendação de nunca mais voltar na região amaldiçoada, Ãgnáw não obedece e acaba retornando com um amiguinho. Indo várias vezes seguidas até.

Assim, Ãgnáw passou a frequentar o lugar sem mais se importar com os perigos ou com a recomendação do homem que um dia o havia salvado. Já era a décima vez que Ãgnáw visitava Myrakãwéra, e toda vez que ia, deixava-se levar pelo fascínio pitoresco do lugar e escapava de ser encontrado pelos mortos-vivos.

Tenho vários comentários para fazer! Primeiro, o livro é muito bonito e as ilustrações de Uziel Guainê Oliveira merecem um prêmio. E a história contada por Yaguarê Yamã te prende do início ao fim. É um misto de suspense, aventura, lenda e muito mais. Este é um livro que pai, mãe, tio, tia, avô, avó irão se interessar. Além dos pequeninos, claro!

Além da história de Ãgnáw, temos em outro momento a história de Ãgapany que está disposto a destruir Myrakãwéra com seus amigos. Bom, a partir daqui eu preciso parar de contar sobre o livro e me atentar a algumas mensagens que o livro traz, como a desobediências das crianças com relação a uma ordem dos adultos; sobre a importância de defender e proteger a família e os amigos e em como aproveitar e viver a infância é bom.

O Formigueiro de Myrakãwéra é recomendado para adultos e crianças a partir dos 11 anos. Venha conhecer!

Publicado em: 05/set/2016.
Título original: Formigueiro de Myrakãwéra
Páginas: 56
ISBN: 9788578481087
Skoob: Clique aqui para acessar
Clique na imagem para ampliar

Gostou? Assine nossa Newsletter!

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Sobre o autor

Priscila Ribeiro
Priscila Ribeiro

Ou Pri! É formada em Geografia, vegetariana, ama animais, tem alguns gatos e um cachorro. Nasceu no Rio de Janeiro, mas não se considera de um só lugar, seria meio egoísta, já que o mundo é tão grande... É cristã, ama viajar, ler e adora as viagens que um bom livro permite. É cinéfila, ama brigadeiro e fazer brownies.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar esses marcadores HTML e seus atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.