Intercâmbio Planetário por Amanda Nunciaroni

  • Twitter
  • Facebook
  • Google+

Uma das coisas que eu mais admiro no mundo é o Universo. Quando pequeno, eu tinha um atlas com várias informações sobre o nosso sistema solar e era incrível descobrir algumas coisas como, por exemplo, que a luz do sol demora 8 minutos para chegar na Terra.

Como eu posso ficar me preocupando com coisas tão banais sendo que eu sei o que nos rodeia? Pensa comigo: a nossa existência na Terra é um milagre, saber que estamos presos em uma pedra somente porque no seu núcleo tem algo funcionando da forma que deve funcionar, que o céu azul é apenas uma ilusão, porque no fundo o que estamos vendo é todo o universo ao nosso redor.

Se for falar do Universo em todas suas particularidades, o post ficaria com milhares de páginas, o que quero dizer é:

POST-AMANDA1

Intercâmbio todo mundo sabe o que é, acredito eu, mas para quem não sabe, intercâmbio seria como uma “troca”, atualmente um termo usado quando alguém quer ir para algum lugar conhecer um pouco da sua cultura. Eu mesmo, gostaria muito de ir para outro País, mas as viagens que fiz para outros Estados já muda muita coisa… imagina outro país? Na verdade, de um bairro para o outro, às vezes, já muda muito. No meu Estado mesmo, dependendo de onde você for, é um outro universo. No Brasil, isso fica ainda mais evidente por causa da nossa colonização plural.

Me digam uma coisa, se um ser criou a Terra, ele não nasceu nela, né? Então o que ele seria exatamente? É, um extraterrestre! Lá tem gente que tem até medo de falar essa palavra.
Eles tiram sarro de quem acredita que existe vida fora do planeta e tiram sarro da aparência que alguns imaginam que tenhamos.
Eu sinto até pena por saber que nenhum terráqueo nunca vai ter a capacidade de mudar de forma. Mas eu tenho mais pena por saber que eles não são capazes nem de mudar o pensamento.

Agora imagina um intercâmbio entre Planetas…. De boa na lagoa fervente de MARTE! HAHAHA

Amanda me surpreendeu muito com sua história em forma de conto, sem pretensão de ser um livro, apenas uma forma de mostrar em histórias curtas o que alguém de outro Planeta acharia do nosso. O que é muito interessante, por que nós mesmos, às vezes, não temos noção do motivo das coisas serem como são, e mesmo querendo mudar, ser diferente, há toda uma questão de padrões e etc.

Em um primeiro momento a história parece pessimista, ressaltando o pior de nós, mas não acredito ser esse o ponto e sim algo como “Como vamos mudar e melhorar se não estamos pensando nisso“.

É tanta gente se matando por tão pouco, é tanta gente desistindo por tão pouco, tanta gente vivendo por viver sem saber o motivo. Fofocas, confusões, preconceitos, “furar o olho”, medos e centenas de outras coisas que nos fazem perder o principal: tempo.

E, mais que nunca, eu acredito na teoria da relatividade. Então, se você quer muito mais tempo, o que é biologicamente possível, comece a produzir, criar, perder menos com o que não é essencial!

1960113_10152290963803287_119661862_n-5B1-5D1

E, senhoras e senhores, em minha opinião, quando uma história, por mais simples que seja, te faz pensar, é sinal de que ela merece ser lida. Por isso, venho apresentar a vocês hoje: Intercâmbio Planetário.

Vocês podem ler diretamente no blog da Amanda (clique aqui) ou, podem baixar o PDF com a história (clicando aqui). Por fim, deixem seus comentários sobre o que acham disso tudo.

Ps.: Intercâmbio entre Planetas é algo real, clique aqui e descubra.

Leave a Reply

Your email address will not be published.
Required fields are marked *