Ligeiramente Seduzidos

  • Twitter
  • Facebook
  • Google+

Já estamos na história do quarto Bedwyn e ainda não me cansei desses irmãos que estão na contramão das convenções sociais. São parceiros fiéis, se casam com quem gostam e as mulheres possuem personalidade forte! <3

Em Ligeiramente Seduzidos, temos a recém apresentada na sociedade Lady Morgan Bedwyn, que possui a altivez característica da família, exceto pelo nariz. E o expatriado e sedutor Gervase Ashford, o conde de Rosthorn. Esse casal inesperado se conhece numa festa em Bruxelas, mais perto de seu idioma nativo que Rosthorn havia se aproximado, no auge do avanço das forças militares de Napoleão.

Rasthorn viveu longe da Inglaterra por longos nove anos e o motivo de seu exílio era um só, ou melhor, seu exílio tinha um nome: Wulfric Bedwyn, o duque de Bewcastle. Conhecer Lady Morgan foi uma feliz coincidência, pois sonhava em se vingar por uma situação na qual foi acusado e jurara inocência.

Lady Morgan não se sente atraída  por Rosthorn de início, pelo contrário, ela o tem como um amigo, com quem pode falar o que pensa e conversar sobre diversos assuntos, inclusive sobre a guerra. Os planos de vingança de Rosthorn vão se concretizando até que Morgan se vê tão envolvida que nem Bewcastle conseguirá reverter.

Bom, Mary Balogh tem muitas estrelinhas comigo! (risos) Sua escrita é de qualidade, suas histórias inteligentes e nos envolve do início ao fim. Eu sou apaixonada por romance de época e a Mary é maravilhosa. Suas novelas tem sempre muita paixão, bom humor e ótimos personagens.  #soufã

Aqui no Drafts você pode encontrar as resenhas de Ligeiramente Casados, que conta a história da independente e generosa Eve Morris e do honrado coronel Lorde Aidan Bedwyn. Em Ligeiramente Maliciosos, Judith Law conta uma mentirinha, mas Lorde Rannulf  Bedwyn também. Já em Ligeiramente Escandalosos é a vez da impetuosa Freyja Bedwyn e o marquês de Hallmare abalarem as estruturas de um vilarejo calmo e utilizado para tratamento de saúde.

Em Ligeiramente Seduzidos o ingrediente principal parecia ser a vingança, mas ela se desdobra em vários outros que só você mesmo conferindo. Mary Balogh deixa sua marca mais uma vez nos brindando com uma boa história dessa família que tem obrigações que o título traz, mas que defende um ao outro e prioriza um casamento por amor.

É Bedwyn. É romance de época. É amor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *