O Herói Perdido

  • Twitter
  • Facebook
  • Google+

Diferente de muitas pessoas, a minha primeira saga literária não foi Harry Potter, mas sim, Percy Jackson e Os Olimpianos. O que transformou o Rick Riordan em o meu autor favorito. E, assim que soube sobre o lançamento da série Heróis do Olimpo, foi impossível não ficar feliz em poder me aventurar com os meios-sangues novamente.

Mas, por incrível que pareça, pela primeira vez na minha vida literária, não me senti tão animada em continuar a leitura de um livro do Tio Rick. Acredito que isso correu pelo fato de não ter como personagem principal ou narrador o cabeça de alga – ou como muitos conhecem – Percy Jackson.

Como assim? Não tem Percy Jackson? O que aconteceu com ele? Quem são os narradores? Calma, calma. Essas foram umas das inúmeras perguntas que fiquei me fazendo durante a leitura. Porém, Rick Riordan acabou criando em O Herói Perdido um novo mundo de semideuses, e para nos apresentar colocou como anfitriões, JasonLeo e Piper.

Como toda a história de semideus, nenhum dos três jovens sabiam que tinham em seu sangue uma parte divina, até o momento que os monstros aparecem em sua escola de vida selvagem e vêem seu professor de educação física se transformar em um sátiro defensor contra espíritos do vento. É, Tio Rick acabou pegando pesado com as personagens na hora de apresentar o lado divino no sangue. Porém, para Jason, as coisas são um pouco mais complicadas. Além de ser atacado por monstros, o rapaz não se lembra de onde veio, quem é, porque apareceu em um colégio da vida selvagem utilizando uma blusa roxa e uma cicatriz no braço e uma menina ao seu lado dizendo que é sua namorada.

O livro gira em torno da profecia dos sete que n’O Último Olimpiano foi recitado no Acampamento Meio-Sangue. Com tantos gigantes surgindo, monstros morrendo e a deusa Gaia tentando acordar de seu sono profundo, a situação acaba mostrando para os nossos jovens heróis que a hora da profecia se cumprir está próxima, e para isso Hera pensa em unir dois acampamentos meio-sangue para ajudar os deuses a destruir os monstros que vêem se levando, mas isso só irá acontecer se Jason, Leo e Piper decidirem ajudar.

Dois acampamentos meio-sangue? Quem é o outro? Igual ao do Percy? Quem é Gaia? A Hera está se envolvendo com heróis? Tantas perguntas, mas que só serão respondidas em O Herói Perdido e ao longo da série Heróis do Olimpo.

O livro é escrito a partir da mudança de personagens, isto é, uma hora Jason mostra o seu ponto de vista e em outro momento Leo. *Por favor, morri de amores por essa personagem.* Para quem leu As Crônicas dos Kane, Rick Riordan utilizou do mesmo artifício. É um ótimo artifício para enxergarmos o que cada personagem pensa e entende do que está acontecendo em sua volta.

Para aqueles que não se aventuraram pelo mundo dos semideuses, sejam bem-vindos e este é o momento de se arriscar. Então, por que esperar mais? Vamos! Vem se aventurar com Os Heróis do Olimpo!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.
Required fields are marked *