Outros jeitos de usar a boca

  • Twitter
  • Facebook
  • Google+

Não planejava ler esse livro por agora, mas o universo deu um jeito do mesmo chegar nas minhas mãos e, devida as inúmeras boas recomendações, eu resolvi ler.

As poesias curtas e pequenos contos fazem com que a leitura seja rápida; no entanto, isso não prejudica a capacidade do livro fazer a gente refletir.

No decorrer da leitura, vários trechos me chamaram atenção, entre eles um que diz mais ou menos assim “eu era um museu cheio de quadros que você visitou de olhos fechados”. Essa poesia em especial me fez pensar no quanto isso é real.

Se por um instante, a gente muitas vezes não se sente apreciado, por vários outros não nos preocupamos em apreciar as pessoas ao nosso redor. Claro que, como o mundo anda plural e somos capazes de nos conectar com várias pessoas, não é uma tarefa fácil. Mas devemos nos monitorar para fazer nossa parte.

A divagação acima foi apenas um exemplo do leque de possibilidades que os textos podem despertar em nossa mente.

Embora a leitura seja rápida, é um livro para se ter por perto e recorrer quando for necessário uma conexão maior com nós e as pessoas.

Fica minha recomendação, lendo aos poucos ou rápido, você irá mergulhar em muitos sentimentos. Espero que volte renovado ao fim desse passeio por si mesmo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.
Required fields are marked *