• Twitter
  • Facebook
  • Google+

Como começar a resenha desses livros que eu simplesmente AMEI e que fizeram parte dos meus favoritos em 2013?

Métrica e Pausa são surpreendentes, emocionantes, apaixonantes, viciantes… Palavras que talvez não expressem a magnitude desses dois livros escritos pela Colleen Hoover. Muito obrigada por trazer esse livro para o Brasil, Editora Record!!! <3

Sabe aquele livro que você não consegue soltar até que tenha chegado à última página e descoberto o desfecho daquela história e daquele conflito? Esses dois livros são assim. Tão perfeitos que você lê em um dia, que você chora, ri, experimenta, sente…

Quando o burburinho na blogosfera começou por conta do primeiro livro, Métrica, da diva Colleen Hoover, eu não sabia o que esperar. Estava com medo de me decepcionar. Estava dando muita sorte nas leituras naquela época e, quando o povo fala demais, a gente logo desconfia! rsrs

Mas então, eu resolvi comprar o livro e ver no que dava. Sem grandes expectativas. Apesar de que, pela sinopse e por me conhecer bem, sabia que era mole eu me apaixonar por mais esse YA. E, dito e feito. Foi amor à primeira leitura. Daquele tipo incontrolável, que você esquece o marido, o feijão no forno, que você se isola e só volta pra vida real quando termina.

E sim, galerinha, eu fiquei viciada em Will Layken. Eu mal podia esperar para ler Pausa quando terminei Métrica. Acho que eu só consegui mesmo porque tinha outros livros bastante desejados (aka Princesa Mecânica) pra ler. Por que, caso contrário, acho que eu tinha tido um troço. hehe

Como essa resenha é dupla, prometo que vou tentar não soltar spoilers demais, mas já aviso que vai ser meio complicadinho. O fato é que, independente do que eu diga aqui, Colleen Hoover merece a atenção de vocês. Ela conseguiu escrever um Young Adult maravilhoso, de tirar o fôlego.

E, podem acreditar, apesar do romance, tudo o que acontece em paralelo – as descobertas da Lake, as perdas de ambos os lados, as decepções, as vitórias, os dramas familiares, as amizades que se constroem e etc –, tornam Métrica e Pausa tristes e cheios de esperança. Apaixonantes e divertidos. Tudo isso ao mesmo tempo, na medida e proporção de vários best-sellers que conhecemos.

As personagens principais, Will e Lake, são grande parte do sucesso da trama. Will é apaixonante. Ele é aquele tipo de personagem que nos envolve, que nos fascina, que transborda emoção, sentimento. E isso não se deve, somente, ao fato de ele amar poesia, ou por ele por em palavras tudo o que passa dentro de sua mente e de seu coração… <3

Will é o par ideal que muitas meninas gostariam de ter. Ele é determinado, família, tudo o que faz tem um propósito. Ele só quer o bem das pessoas que ama, mesmo que ele mesmo tenha que sofrer ou abrir mão daquilo que o deixa feliz. Ele é um fofo, um amorzinho. Que vontade que dava de colocar ele no colo…

Já a Lake, ela não me ganhou de cara. Confesso que achei ela meio blergh, mas depois, ah depois ela me conquistou. A menina passou por poucas e boas, tendo que amadurecer de uma hora pra outra. Sem amigos e em uma cidade totalmente nova. Parando pra pensar, ela tinha sua própria forma de agir, de correr atrás do que queria, independente dos obstáculos e do quão imatura ela poderia parecer.
 
Portanto, Will e Lake juntos… é perfeito. Eles se completam. São amigos e cúmplices acima de qualquer coisa. A química entre eles foi na medida certa. A intensidade dos seus sentimentos. Colleen criou personagens tangíveis, reais demais. Sofri com eles, por eles. Aliás, se preparem para chorar lendo tanto Métrica quanto Pausa. Esse segundo então… Já pode separar uma caixinha de lenços da Kleenex, porque você vai se debulhar em lágrimas com uma situação que acontece com o casal…
 
Não posso deixar de citar as personagens secundárias. Em especial a mãe da Lake. Foi impossível não me emocionar com a situação delas, com todo o drama que elas tiveram que enfrentar. Mexeu demais comigo… muito por conta do que eu tive que passar com a minha mãe, por conta da minha própria experiência de vida. Por isso eu passei a entender totalmente a Lake.
 
Enfim, Métrica e Pausa são mais do que recomendados por mim. Acredito que nada do que eu colocar aqui vai fazer jus ao belíssimo trabalho que a autora fez. A leitura é tão fluída, o ritmo se mantém estável e acelerado, do começo ao fim, que eu volto a repetir que você não vai querer largar até virar a última página e, ainda por cima, ficar com aquele gostinho de quero mais!
Ps.: Eu fui dar uma olhadinha na internet e descobri que a autora lançou um terceiro volume, com o ponto de vista do Will em relação aos acontecimentos do livro Métrica, chamado This Girl. Espero que a Record lance esse também por aqui ou, o jeito, vai ser ler em inglês mesmo! *-*

Leave a Reply

Your email address will not be published.
Required fields are marked *