Procura-se um marido

  • Twitter
  • Facebook
  • Google+

É ótimo ler um livro da Carina Rissi, mas resenhar não tem preço! Você pode conferir todos os livros da queridíssima Carina resenhados aqui no Drafts da Nica.

Em Procurase um marido temos a história de Alicia e Max. Alicia é rica, mimada, sabe curtir a vida com sua amiga Mari (ou Mariana) e só se importa com seu avô, o vô Narciso. Ah, se importa também com seu cupê! Max (ou Maximus), além de gato, alto e com um abdômen tanquinho, ops, aterrissei na Terra novamente! risos Bom, Max é trabalhador, responsável, sério, ajuda no tratamento do irmão que ficou paraplégico após um acidente e tem uma vida muito certinha.

Embora a vida de Alicia seja uma bagunça, ela ainda ficará pior, pois seu avô morre de forma bem repentina e deixa nossa mocinha sem chão. Mas o pior ainda está por vir, já que vô Narciso impôs muitas condições no testamento com o intuito de que Alicia aprendesse um pouquinho pela dor, pois com o amor ela não aprendeu! :/

No testamento, seu avô registrou que para Alicia receber a herança terá que se casar e ainda esperar um ano para ter dinheiro novamente. O caos está formado! Alicia não pensa em se casar e muito menos em trabalhar, mas sua situação se complica quando ela fica sem dinheiro até para abastecer seu tão apreciado cupê.

Na empresa, Alicia não é bem recebida, pois todos conheciam sua fama e a impressão que ela passa é de não ligar para nada do que tem, para o que seu avô construiu. E a hostilidade vai da chefe do RH (a Espanador) ao responsável pelos contratos da empresa de cosméticos de seu avô. Resumindo: todo mundo!

– Quer saber se estou feliz com o que meu avô fez? Não, não estou feliz. Na verdade, estou com muita raiva dele nesse momento por ter me jogado nesse covil de cobras, cercada de pessoas tão gentis como você, a Joyce e a Espanador do RH. Mas o fato é que vovô me amava. Eu sei disse! Você não viveu com ele os últimos vinte anos da sua vida. Não correu pra cama dele quando sentiu medo, e ele, sempre carinhoso, apertou sua mão e disse que ia ficar tudo bem, que não ia sair do seu lado. (…) Ele não te abandonou. Foi comigo que ele fez isso!

– Hã … olha… eu não quis dizer… – ele começou, inseguro.

– Mas disse. Muito obrigada por me lembrar. Será que agora você pode, por favor, me deixar em paz? – e saí o mais rápido que pude

Alicia herdará tudo um dia, mas para isso terá que começar do início e ela é a assistente de secretária. Basicamente tirar inúmeras cópias e arquivar documentos. A partir daí o livro me arrancou inúmeras risadas e ela é extremamente desastrada, chega atrasada todos os dias, tem problemas com sua chefe e acha que seu salário está errado.

Com toda encrenca que está metida e com a vida financeira no vermelho, Alicia toma uma medida extrema: coloca um anúncio no jornal procurando um marido. Os candidatos são hilários e ela não poderia ficar mais infeliz pelo fato de nenhum a agradar, mas um candidato mais improvável que nunca surge! Sim, ele mesmo, o Max: o cínico, debochado e pé no saco do trabalho. Alicia não entende porque Max se candidata ao cargo de marido, mas ele precisava de uma promoção na empresa e estar casado passaria uma imagem mais séria (não sei se ele poderia ser mais sério ainda rs).

No início ela reluta com a possibilidade de estar casada com Max, mesmo que fosse de mentira, mas acaba aceitando. Dentre todos os candidatos, Max demonstra mais segurança para Alicia de que não ultrapassará os limites impostos no contrato.

A partir daí as confusões são enormes porque Alicia transforma a vida tranquila e silenciosa de Max e Max consegue desacelerar um pouco Alicia. Mesmo com toda a grosseria dele logo que ela entra na empresa, eu já gostei dele. Já Alicia, eu fiquei irritada com ela no início, mas ela me deu uma lição: não importava o dinheiro que tinha, se curtia a vida em demasia, se não trabalhava, ela prezava coisas importantes, prezava o seu avô, afinal de contas, coisas são só coisas. Não define ninguém e não deve definir.

Os dois formam um casal sensacional para mim, pois um conserta a vida do outro. Eles acabam se tornando bastante unidos e resolvem algumas charadas na empresa. A afinidade vai se dando a cada dia e Alicia conhece até a família do ‘marido’ e sente falta da sua.

Eu amo os livros da Carina Rissi. A série Perdida é linda, No mundo da Luna é fofo, mas Procura-se um marido é o meu preferido da diva! <3 Porque a nossa família é muito importante e de repente a referência que você tem não estar mais do seu lado, me emocionou demais. Além do humor com que Carina criou nossa mocinha, suas trapalhadas, seu sarcasmo e, colocou também uma história emocionante de perdas e ganhos, mas principalmente sobre amadurecimento. Alicia era uma lagarta que precisava sair do casulo e virar borboleta.

E assim eu me apaixono por mais um livro da Carina Rissi.

<3

3 Answers

  1. Pingback: Um livro por minuto | Drafts da Nica

  2. Julyana Mendes
    06/10/2015 at 13:04

    Olá,Priscila! Tudo bem!

    Te entendi perfeitamente quando falou sobre o quanto os livros da Carina são ótimos !
    Ela me conquistou em Perdida e desde então tenho ansiado sempre mais e mais!
    Até agora ainda não li ” Procura-se um marido” mas pretendo mudar isso muito em breve ( black friday, venha que quero lhe usar! kk)
    principalmente depois dessa sua resenha que distribuiu amor e curiosidade.

    Beijinhos, flor.

    1. Priscila Ribeiro Priscila Ribeiro
      06/10/2015 at 15:40

      Está tudo bem, julyana! Obrigada por passar aqui. A Carina tem uma leveza na escrita que não tem como não amar! <3
      Eu comprei o Destinado autografado na pré-venda da Saraiva e ainda não recebi... :/ Estou ansiosíssima para saber o que o Ian e a Sofia aprontaram de novo!
      Que venha a black friday porque também que usar! hahaha
      Um beijão

Leave a Reply

Your email address will not be published.
Required fields are marked *