Quanto tempo dura um ano?

Estava falando com a Anna, que muitas vezes achamos que o tempo passa rápido. Porém se fosse feita uma contabilidade de tudo que fazemos, nos surpreenderíamos com o monte de coisa que produzimos. Desde as mais sérias como o trabalho e estudos até as mais simples como escrever uma carta e ir na padaria. Tudo é ação, tudo é tempo gasto para realizar uma tarefa.

Um ano atrás Nica me convidou para participar do blog, e eu fiquei e continuo muito feliz em ter um espaço aqui. Os motivos são muitos, mas vou citar alguns.

  • Compartilhar uma experiência com certeza é uma das melhores coisas e infelizmente nem sempre temos por perto que possa ser empático com o que vivemos. E isso acontece muito com a leitura de um livro. Lemos, nos contagiamos e nem sempre há onde ou com quem dissipar essa alegria. E escrever aqui no blog é isso. Compartilhar com você o que achei de um determinado livro ou assunto de forma a promover uma discussão e reflexão. Lógico que nem sempre os comentários são grandes ou numerosos, mas eu nem gosto de olhar isso como algo ruim, todo mundo tem uma rotina agitada e nem sempre estão animadas em promover uma discussão. Claro que isso deixa uma dúvida “será que estão gostando”, “será que to passando corretamente o que quero passar?”, mas a vida é assim, tentativa e erro e espero que nesse segundo ano possa escrever bem mais e conversar bem mais com vocês. Vontade não falta, o que anda faltando mesmo é um tempo adequado para criar posts.

46157_516634938404295_1710438816_n1-300x245

  • Escrever para o blog proporcionou conhecer pessoas maravilhosas e sem dúvida quem se destaca nesse grupo e a Nica e a Anna. A Nica, pela confiança, parceria e paciência. Disposição em ajudar e principalmente por ter aberto as portas para eu escrever aqui. Parece algo simples, mas não é. As vezes nem amigos de longa data percebem que podem viabilizar algo de positivo para nós, muitas vezes algo simples, como compartilhar algo em uma rede social. Então, deixo aqui meu agradecimento enorme por ter conhecido a Nica e por essa parceria que espero que só cresça o/. A Anna desde o primeiro post marcou presença por aqui e desde então a gente tem mantido contato. E através dela conheci outras pessoas que se tornaram relevantes também. E tudo isso porque comecei a escrever o. Realmente livros não mudam o mundo, mas o movimento que eles causam em nós e nos outros podem mudar muita coisa. Anna, agradeço muito por sua amizade e comentários o/.

As-Vantagens-de-Ser-Invisivel-2-252B-25281-2529-255B1-255D1-300x169

  • Por ter começado a escrever aqui fui convidado a resenhar livros em parceria e isso foi ótimo porque conheci livros maravilhosos que não teria conhecido tão cedo. Meu ritmo de leitura não é dos melhores, enquanto tem gente lendo um livro por semana as vezes to lendo um por mês, mas isso não preguiça nem nada do tipo, apenas são tempos complicados e como sou programador estou muito focado na minha programação haha o que garante muita leitura de códigos, infelizmente.

Por fim, obrigado a todo mundo que comentou, que participou, que sugeriu e vamos que vamos que a produção não pode parar.

Sobre o autor

Bruno Luiz Mattos Oliveira
Bruno Luiz Mattos Oliveira

Nasceu em 1990 e mora em Cariacica (ES). É empreendedor, técnico em informática, formado em Sistemas de Informações e autor do livro No Encontro de Uma Constante. Não dispensa um bom rock.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar esses marcadores HTML e seus atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.