Marcador -Amor

1
A Promessa da Rosa
2
Tudo (na vida) Passa
3
No Mundo da Luna
4
Nossa História de Amor
5
Como dizer que ama sem usar as palavras “Eu te amo”
6
5 Casais que Amo
7
Semana do Amor Drafts
8
6 on 6 – Amor
9
Protocolo para paqueras
10
O Milagre

A Promessa da Rosa

Romance de época com selo brasileiro é muito amor envolvido! Venha conhecer a história de Kathelyn e Arthur, um casal que se ama e precisa lutar por esse amor. Venha se apaixonar também! :3

Leia mais

Tudo (na vida) Passa

Você já parou para pensar que ao longo da nossa vida pessoas vem e vão? Amigos, relacionamentos que achávamos que era pra sempre e até mesmo quem a gente pensa que vai viver para sempre se vai? Então venha conferir esse post reflexivo! 😉

Leia mais

No Mundo da Luna

Carina Rissi, definitivamente, entrou para o rol das minhas autoras nacionais favoritas. No Mundo da Luna é o terceiro livro que eu leio da autora e me apaixono completamente pelas personagens e suas histórias!

Leia mais

Nossa História de Amor

Para encerrar a Semana do Amor Drafts, um pouquinho de como eu e Igor nos conhecemos! Ah! E uma dica para aqueles que estão em busca da sua metade da laranja: PACIÊNCIA! O amor acontece quando menos esperamos e quando tem que ser… independente da nossa vontade! <3  

Leia mais

Como dizer que ama sem usar as palavras “Eu te amo”

O título do post hoje é um pouco longo e traz uma grande questão: como dizer que ama alguém sem usar as palavras “Eu te amo”? Não é de hoje que a palavra “Eu te amo” se tornou um pouco frágil e genérica. Temos medo de ouvi-las e temos medo de oferecê-la. Dizer se tornou algo como assinar um contrato. Não é à toa que outras simbologias para dizer “eu te amo” se tornaram famosas.   Precisamos dizer que amamos alguém, porque viver é sentir e saber. Há dias que eu sei que amo alguém, mas não consigo sentir isso, seja porque essa pessoa me magoou ou porque acordei de mau humor. Mas eu sei. E saber é o que importa naquele momento. É isso que te faz atravessar o momento ruim e persistir no amor. Uma regra que passei a levar comigo é: sempre tome uma decisão 48 horas depois. Há outros momentos que eu não sei se amo alguém, mas sinto que sim. Talvez por uma fração de tempo eu sinta algo tão grandioso quanto o amor, mas que não seria justo falar que é amor sem o devido tempo. É nesse ponto que vacilamos no “Eu Te Amo”. Você conhece alguém legal, sente algo incrível e diz que é amor. No dia seguinte, acorda como se tivesse feito um acordo na encruzilhada, se sente culpado, confuso e pensando em “como rescindir esse contrato?”. E, ao fazer isso, o outro lado se sente enganado, destruído e sem chão. Quem é o culpado? Não há[…]

Leia mais

5 Casais que Amo

ATENÇÃO! Esse post contém muitas exclamações. Também usei mais caps lock que o recomendado PORQUE SURTAR POR CASAIS FICTÍCIOS NUNCA É DEMAIS <3

Leia mais

Semana do Amor Drafts

Ah… o Amor! 

Sentimento que ilumina o semblante dos apaixonados, que faz aparecer borboletas no estômago, que é capaz de transformar pessoas, vidas. Não sei o que seria de mim, particularmente, sem o amor.

Leia mais

6 on 6 – Amor

O tema escolhido para o mês de Junho, dos namorados, foi Amor. Palavra de quatro letrinhas, pequeninha, mas com um significado imensurável. <3

Leia mais

Protocolo para paqueras

Quem nunca paquerou na vida? Bom, com certeza algumas pessoas e sem dúvida um monte de gente que se acha o paquerador mas paquera porcaria nenhuma. Esses dias conversando com Priscila, no grupo do Drafts, ela mencionou que é uma péssima paqueradora e eu, sendo um péssimo paquerador também, resolvemos nos unir e montar um clube. Mentira, um clube não, pelo menos um post, um protocolo. Afinal, o que é paquerar e como fazer isso da forma correta?

Leia mais

O Milagre

Jeremy Marsh é um jornalista cético que dedica a vida a investigar e desmentir fenômenos sobrenaturais. Ele está no auge do sucesso, prestes a ir trabalhar na TV, quando recebe uma carta curiosa. Nela, uma senhora relata a ocorrência de luzes estranhas e fantasmagóricas no cemitério de Boone Creek, uma pequena cidade na Carolina do Norte. Farejando uma boa história, Jeremy sai de Nova York e vai passar uma semana lá. Quando começa suas investigações, ele conhece a obstinada Lexie Darnell. Responsável pela biblioteca local, ela está determinada a proteger as pessoas e a cidade que tanto ama – e nem um pouco disposta a confiar no forasteiro. Depois de sofrer pelo término de dois relacionamentos, ela tem duas certezas: a primeira é de que seu lugar é em Boone Creek, e a segunda é de que não se pode acreditar num homem tão sedutor quanto Jeremy. O que ela não imagina é que o jornalista também tem suas feridas. Ele nunca conseguiu superar completamente a dor de seu casamento desfeito e a frustração de saber que jamais poderá ser pai. Enquanto tenta descobrir a verdade por trás das luzes do cemitério, Jeremy tem que desvendar também os próprios sentimentos e se vê diante de escolhas muito difíceis, entre elas a de voltar para a vida que conhece em Nova York ou fazer algo completamente novo: acreditar. O milagre é um romance que explora os maiores mistérios de todos: os do coração.

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.