Marcador -HQ

1
DC Super Hero Girls
2
A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça
3
Para nossa alegria!
4
Olympe de Gouges
5
A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça

DC Super Hero Girls

MAIS UM MOTIVO PARA AMAR A DC <3 Vem conhecer DC Super Hero Girls, um projeto que vem pra receber as garotas entre 6-12 anos de braços abertos no mundo de super heróis. #girlpower 😉

Leia mais

A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça

Quando um homem reservado chega ao povoado de Iping, coisas estranhas começam a acontecer. Móveis se movimentam sozinhos, dinheiro e comida são roubados e barulhos são ouvidos durante a noite. Seria obra do Cavaleiro sem cabeça? Graphic Chillers é uma coleção de oito clássicos da literatura de horror adaptados para os quadrinhos. Os três primeiros títulos da série são Drácula, de Bram Stoker, Frankenstein, de Mary Shelley, e O Médico e o Monstro, de Robert Louis Stevenson. Até o fim do ano serão lançados mais cinco livros; a Múmia, de Bram Stocker, O homem invisível, de H. G. Wells, O fantasma da ópera, de Gaston Leroux, O lobisomem, de Jeff Zornow, e A lenda do cavaleiro sem cabeça, de Washington Irving. A coleção é ideal para o público jovem, já que aborda de maneira leve e inteligente grandes clássicos da literatura de horror de que certamente ouvirão falar ao longo da vida.

Leia mais

Para nossa alegria!

Oi, pessoas! Acreditam que mês passado a coluna fez um ano e eu só percebi isso depois? Espero que vocês gostem muito desse post para compensar meu esquecimento. E, pra comemorar, nada melhor que espalhar projetos nacionais legais e, para nossa alegria, gratuitos! O post está cheio de links legais. VEM, GENTE! 😀 LIVROS, CONTOS, COLETÂNEAS: Escuta Essa: Música nacional boa + contos = e-book fofo, que eu ainda não li por muita falta de vergonha na cara. Você pode fazer o download aqui. Dia 29/10 irão lançar a versão física da coletânea. Saiba mais aqui. 🙂 Universo Desconstruído:  Universo Desconstruído é uma coletânea de ficção de científica feminista, que parece ser muito legal. Li comentários bem positivos à respeito da coletânea. Você pode saber mais e/ou fazer o download no formato que preferir aqui. ^^ Futura: Pós-NaNoWriMo + grupos de escrita com pessoas legais = histórias sobre o século XXXI com uma capa linda. Eu li três contos dessa coletânea e achei bem legal. Eu ri MUITO lendo o conto de Felipe Fagundes. VOCÊS PRECISAM LER! É MUITO ENGRAÇADO/LEGAL/DIVERTIDO/ÓTIMO!!! Façam o download aqui. 😀 Diga Meu Nome e Eu Viverei – Lady Sybylla: Você gosta de zumbis? Nesse livro, há zumbis em SP! Um belo dia, estava no twitter e caiu esse link na timeline. Ainda não li o livro; mas quero ler. Aqui você pode saber mais como a ideia surgiu, fazer o download em três formatos diferentes e ouvir a trilha sonora. 😛 HQs: Vidas Imperfeitas e Extras – Mariana Cagnin: Não[…]

Leia mais

Olympe de Gouges

Este é um dos livros mais incríveis que eu já li. Primeiro, por ser uma HQ, e envolver todo um trabalho artístico por trás da história. Depois, porque a história em si foi muito bem escrita, com uma fluidez de detalhes e de narrativa que prende o leitor, mesmo que o livro seja tão extenso. E, finalmente, porque a personagem principal do livro é uma boa mostra da força da mulher. Olympe de Gouges, que dá nome ao livro, é o pseudônimo de Marie Gouze. Ela foi uma escritora com um papel super importante na história da Revolução Francesa. Feminista e revolucionária, Olympe foi uma mulher que conseguia pensar além do seu tempo. Só que, eu nunca ia imaginar a história de uma feminista sendo contada em forma de história em quadrinhos. No livro, conhecemos a vida de Olympe desde o seu nascimento, passando pela sociedade em que ela vivia, seus costumes, até a vida adulta, com as relações que ela foi formando nesse tempo. Desde pequena ela tinha a personalidade forte, não se contentando só com o que via, sempre questionando sobre tudo que passava por sua cabeça. Assim, nada mais era esperado que alguém que lutasse pela igualdade e pela justiça. E, para isso, ela enfrentou a burguesia e o poder que o dinheiro lhe dava, batendo de frente com uma sociedade conservadora que não dava espaço ou voz para as mulheres. Não aceitando que todas as mulheres deveriam ser submissas e ter menos direitos que os homens, Olympe usava suas armas para[…]

Leia mais

A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça

Revista em quadrinho nunca foi meu forte. Até que eu gosto, é mais uma questão de hábito mesmo. Então eu fui meio que enganado. No início, eu achei que esse livro era uma história, um romance e esse achismo todo foi por causa do filme “A lenda do cavaleiro sem cabeça” que é um dos filmes que eu mais gosto. Então eu pensei “Uau, tem um livro disso, preciso ler”. Só que, como posso dizer isso… Apesar desse sentimento de ‘enganação’, eu gostei muito de conhecer esse livro, porque eu descobri, por exemplo, que “A lenda do cavaleiro sem cabeça” é uma espécie de Conto e não exatamente um livro (ao menos foi o que eu entendi). Nessa edição vemos ótimas ilustrações e a história como ela é, pois como eu observei em minhas pesquisas, o filme é muito, mas muito diferente da proposta do conto. Eu fiquei em dúvida se nesse livro é abordado o conto inteiro, ou se foi um resumo ou apenas algo como “Parte 1” já que outros livros possuem 72/128 páginas. Outro ponto interessante, é que ele faz parte de uma coleção com outras histórias que são: Drácula, Frankenstein, O Médico e o Monstro, A Múmia, O Lobisomem, O Fantasma da Ópera e O Homem Invisível. Juntando todas elas você tem uma coleção muito bacana. Não sei se a editora pretende vender tudo em um box, mas seria interessante. (Fica a dica para a Prumo, aqui!) De crítica eu deixo apenas o preço, que achei um pouco alto… mas, no resto,[…]

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.