Marcador -tensão

A Urna Sagrada

Uma aventura inspirada em um achado arqueológico real e digna de Indiana Jones Como arqueólogo, cabe a Randall Bullock decifrar vestígios de civilizações antigas. Como marido, deve aprender a conviver com a morte da esposa. Como pai, Rand não sabe o que fazer. Seu relacionamento com a filha Tracy, de 19 anos, promete ficar ainda mais complicado quando ela é expulsa da faculdade e vai atrás dele em Israel. Porém, trabalhar naquela região é cada dia mais perigoso e, ao ser designado para um novo local, Randall acaba precisando contar com a ajuda da bela oficial da polícia israelense Miri Sharon. Mas o verdadeiro desafio ainda está por vir. Dois ossuários estão enterrados ali, e um deles contém um pergaminho que pode comprovar a ressurreição de Jesus Cristo. Forçado a encarar o poder dessa revelação histórica, ele deve confrontar suas próprias crenças — ou a falta delas — enquanto tenta evitar que as consequências de sua descoberta tenham uma reviravolta desastrosa. A urna sagrada é um suspense histórico que alia, de maneira magistral, conflitos políticos, romance e fé. Com todo o seu conhecimento religioso e uma boa dose de ação, Bob Hostetler consegue levar o leitor a uma nova versão de um importante momento da história do mundo.

Leia mais

Eu e Você (Io e Te)

Sem lermos a sinopse, o título bem como a capa podem nos levar a acreditar que o enredo do livro será sobre mais uma história de amor. No entanto, o autor Niccolò Ammaniti escreve sobre algo bem diferente. Ele nos apresenta a Lorenzo, um adolescente de 14 anos, e sua meia-irmã Olivia, uma jovem de 23 anos. Aparentemente com uma vida de dar inveja a qualquer um – afinal, o menino mora em um lindo apartamento na bela Roma-, o nosso jovem protagonista está bem longe da perfeição. Lorenzo tem dificuldades para se relacionar e, por isso, não tem amigos, o que acaba deixando seus amorosos pais preocupados. Para evitar mais consultas com psicólogos e terapeutas, Lorenzo tenta se encaixar imitando seus colegas de classe, principalmente suas atitudes. Uma de suas táticas é a de se comportar como uma mosca que, camuflando-se como vespa, evita os ataques dos inimigos. O auge de sua camuflagem em alguém “in” é quando, ao ouvir dois coleguinhas comentando que iriam viajar para Cortina – uma famosa estação de esqui – durante a semana branca, ele chega em casa e mente para os pais dizendo que fora convidado também. Porém, Lorenzo não foi convidado; na verdade, ele pretende passar aquela semana em um esconderijo, armado no sombrio porão do prédio onde mora, acompanhado de seu Playstation e seus livros de ficção. Só que o menino não contava que uma pessoa fosse descobri-lo ali e, a partir desse encontro, mudar toda a sua visão de mundo e vida. Narrado em primeira pessoa e[…]

Leia mais

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.