Unbreakable Kimmy Schmidt – 2º Season

Book

Para quem acompanha a página do Drafts percebeu minha animação no dia 15 de abril com a estreia da 2º temporada de Unbreakable Kimmy Schmidt na Netflix. Depois da direção maravilhosa e uma comédia pastelão com piadas/críticas construídas dirigida por Tina Fey, não poderia abrir mão de conferir a sequência da história. Kimmy Schmidt – nossa protagonista e mulher toupeira – continua com sua visão alegre e maluca da vida. Porém, diferente da 1º temporada no qual a mesma enxerga o mundo por uma perspectiva infantil – sempre em busca de um tempo perdido – nesta temporada lidamos com o amadurecimento de sua personalidade e emocional. Kimmy começa a lidar com questões como: Quem devo priorizar? Será que estou vivendo mais a vida dos meus amigos do que a minha própria? A abertura desta discussão proporciona um caminho em que a personagem busca se encontrar no meio dos sentimentos novos que acaba descobrindo. Acredito que essa busca por priorizar sua própria vida fez com que o enredo da segunda temporada não se prendesse apenas na protagonista, mas abrisse mais nas discussões dos personagens secundários. Para mim as grandes estrelas do seriado foram: Jacqueline e Titus que mudaram bastante – ou não – desde a primeira temporada. Jacqueline que outrora fora casada com um homem rico, abriu mão de sua vida de esposa acessório para receber do divórcio 12 milhões que acabam escapulindo de suas mãos como água. Lançada novamente da pobreza, Jacqueline decidi retornar sua terra natal para receber conselhos dos seus pais e perceber[...]

Para quem acompanha a página do Drafts percebeu minha animação no dia 15 de abril com a estreia da 2º temporada de Unbreakable Kimmy Schmidt na Netflix. Depois da direção maravilhosa e uma comédia pastelão com piadas/críticas construídas dirigida por Tina Fey, não poderia abrir mão de conferir a sequência da história.

kimmy 12

Kimmy Schmidt – nossa protagonista e mulher toupeira – continua com sua visão alegre e maluca da vida. Porém, diferente da 1º temporada no qual a mesma enxerga o mundo por uma perspectiva infantil – sempre em busca de um tempo perdido – nesta temporada lidamos com o amadurecimento de sua personalidade e emocional. Kimmy começa a lidar com questões como: Quem devo priorizar? Será que estou vivendo mais a vida dos meus amigos do que a minha própria? A abertura desta discussão proporciona um caminho em que a personagem busca se encontrar no meio dos sentimentos novos que acaba descobrindo.

Acredito que essa busca por priorizar sua própria vida fez com que o enredo da segunda temporada não se prendesse apenas na protagonista, mas abrisse mais nas discussões dos personagens secundários. Para mim as grandes estrelas do seriado foram: Jacqueline e Titus que mudaram bastante – ou não – desde a primeira temporada.

1280_unbreakable_kimmy_schmidt_teaser_20160219

Jacqueline que outrora fora casada com um homem rico, abriu mão de sua vida de esposa acessório para receber do divórcio 12 milhões que acabam escapulindo de suas mãos como água. Lançada novamente da pobreza, Jacqueline decidi retornar sua terra natal para receber conselhos dos seus pais e perceber que a sua vida não é com eles, mas sim na cidade. O amadurecimento da Jacqueline vem uma perspectiva de não tratar as pessoas como objeto – como outrora fora tratada por seu marido – mas sim, buscar sem gentil e compreender as necessidades de dificuldade das pessoas.

Por outro lado, Titus não houve mudança em sua personalidade. Sua busca por ser uma estrela do cinema permanecesse a mesma, porém, podemos dizer que tudo se complexifica quando o mesmo entra em um relacionamento com um pedreiro que não pode sair do armário. Titus enfrenta as dificuldades que a Kimmy não quer fazer mais: priorizar outras pessoas.

kimmy 2

A minha surpresa com o seriado não foi com a amadurecimento dos protagonistas ou muito menos a abertura do enredo para as dificuldades enfrentadas pelos personagens secundários, mas sim, no contexto em que as piadas foram construídas ao longo da série. São referências sobre as políticas e críticas alguns políticos que se colocam contra a miscigenação da população americana (uma discussão interna na população sobre hierarquização de raças e sub-raças), o crescimento do capitalismo e o impacto sobre bairros periféricos e a romantização da pobreza dos mesmos, porém, não devo me esquecer jamais sobre a crítica sobre o uso de remédios controlados para crianças que são diagnosticadas com TDAH para os adapta-los em uma rotina calma. O seriado se encontra de parabéns por lida com questões culturais, racismo, educacional, economia e política. Viva ao humor inteligente!

Unbreakable Kimmy Schmidt – 2 Season foi maravilhosa. Não apenas em construção de enredo, piadas e a permanência do clima na transição entre as temporadas, mas pela nova perspectiva de mundo que o mesmo nos proporciona através dos protagonistas e ao mesmo tempo por nos surpreender com atrizes convidadas maravilhosas (vocês saberão quando assistir <3). Por isto, continuo indicando para vocês acompanharem Unbreakable Kimmy Schmidt especialmente com o final desta temporada que nos faz questionar: Quando começa a próxima temporada?

Publicado em: 01/jul/2016.

Gostou? Assine nossa Newsletter!

(Seja o primeiro a fazer uma avaliação.) 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...

Sobre o autor

Debora Queiroz
Debora Queiroz

Cristã-protestante, futura historiadora e saxofonista.

Apenas um comentário =(

Deixe um comentário =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar esses marcadores HTML e seus atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2011-2015. Desenvolvido por String - Tecnologia e Web.